Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Reclamações

Moradores de Santa Rita reclamam de falta de água e temem conta mais cara após prefeitura encerrar contrato com Cagepa

Reclamações nas redes sociais da prefeitura se avolumam desde que a gestão decidiu encerrar o contrato com a estatal.

Bairro de Várzea Nova é um dos mais afetados com a falta de água em Santa Rita. (Foto: Reprodução)

Por

Os moradores de Santa Rita estão relatando falta de água em diversas localidades do município, especialmente no bairro de Várzea Nova. Reclamações nas redes sociais da prefeitura se avolumam desde que a gestão decidiu encerrar o contrato com a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), que foi substituída pela empresa Consórcio Águas do Nordeste (ANE).

"Meu sonho é tomar um banho de chuveiro durante o dia porque na minha casa isso só é possível entre a meia-noite e 6h da manhã", escreveu um usuário no perfil da prefeitura no Instagram. "A população continua sofrendo com lugares sem água e as que ainda tem água, vem amarela", relatou outro.

Além da falta de água, a população também teme que a conta possa ficar mais cara. "Serviço vai melhorar e vai ficar mais caro. Vão diminuir as perdas e vão ampliar a cobrança de esgoto com o decorrer do tempo", afirmou um morador. "Só esperamos que isso não venha onerar ainda mais os valores cobrados para nós consumidores que já pagamos uma alta conta de água", disse outro.

Em contato com o ClickPB, a Cagepa afirmou que está cumprindo integralmente a decisão judicial que obrigou a repassar a totalidade dos serviços de abastecimento de água para a Prefeitura de Santa Rita. O órgão recorreu com um recurso no Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) em busca de suspender a decisão. O caso foi encaminhado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Em sua justificativa, a gestão municipal afirma que a motivação da decisão foi a falta de investimentos em melhorias, por parte da Cagepa, para ampliar o acesso da população ao fornecimento de água e tratamento de esgoto.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Justiça derruba lei que obrigava leitura da Bíblia em escolas de Campina Grande

Prefeitura disponibiliza vacina contra a Covid-19 em USFs, policlínicas, shopping e Centro Municipal de Imunização

João Pessoa registra mais de 100 carroceiros e animais recebem microchip para identificação

Plano de Governo do Major Fábio enfatiza segurança pública, hídrica, empreendedorismo, defende educação bilíngue e planeja concursos