Homenagem

MPPB recebe premiação de destaque em Congresso Brasileiro de Inovação e Tecnologia

Ao lado do MPPB, também foi homenageado o Ministério Público Federal e o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul.

MPPB, Ministério Público

Homenagem aconteceu na quarta-feira (Foto: divulgação/MPPB)

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) foi homenageado durante solenidade de abertura do 2º Congresso Brasileiro de Inovação e Tecnologia do Ministério Público, iniciativa da Estratégia Nacional do MP Digital e da Comissão de Planejamento Estratégico (CPE) do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), em parceria com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. A cerimônia aconteceu nessa quarta-feira (19), na sede do MPDFT, em Brasília. O evento se estende até a próxima sexta-feira e engloba, também, a VIII Mostra de Soluções de Inovação e Tecnologia.

A premiação foi recebida pelo procurador-geral de Justiça, Antônio Hortêncio Rocha Neto, pela atuação de destaque do MPPB na colaboração interinstitucional e no compartilhamento do sistema que auxilia nas investigações, o Pandora.

“O Pandora – desenvolvido pelo Núcleo de Gestão do Conhecimento, coordenado pelo promotor de Justiça, Octávio Paulo Neto – é um conjunto de ferramentas que coloca a tecnologia da informação a serviço da investigação. Nos últimos anos, o sistema tem sido usado por dezenas de unidades do MP brasileiro e Instituições externas. E isso é um motivo de muito orgulho para todos nós”, disse.

Ao lado do MPPB, também foi homenageado o Ministério Público Federal, pelo compartilhamento dos Sistemas de Investigação de Movimentações Bancárias (Simba) e de Investigação de Registros Telefônicos e Telemáticos (Sittel). O Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul também foi destacado pelo sistema Sittel.

Outros onze MPs foram premiados em uma das oito dimensões do diagnóstico Destreza Digital (Estratégia Digital, Serviços ao Cidadão, Pessoas, Governança, Liderança, Operações, Cultura e Tecnologia): as unidades estaduais do Ceará, do Amapá, do Rio Grande do Norte, do Mato Grosso do Sul, de Minas Gerais, de Santa Catarina, de São Paulo, do Mato Grosso do Sul, do Rio de Janeiro, do Distrito Federal e Territórios e do Rio Grande do Norte

Também receberam menções honrosas, os MPs do Rio Grande do Sul (pela resposta inovadora e resiliente frente à situação de calamidade pública decorrente das enchentes no estado) e o promotor de Justiça do Ministério Público do Estado de Santa Catarina, Guilherme Zattar (pela liderança na condução da Estratégia Nacional do Ministério Público Digital).

Tecnologia a serviço do Estado Democrático de Direito

Durante a solenidade de abertura, o presidente do CNMP, Paulo Gonet, afirmou que o congresso e a VIII Mostra de Soluções de Inovação e Tecnologia, que acontece paralelamente, são o que há de mais moderno em tecnologia digital. “Toda tecnologia serve ao propósito de promover as necessidades decorrentes do nosso ser em sociedade. Vamos descobrir os meios, mas temos que ter a atenção voltada para quando e de que forma aplicá-los. Essa forma tem que ser sempre de acordo com os princípios do Estado Democrático de Direito, que coloca os direitos fundamentais como eixo de todas as atividades dos poderes públicos”, disse.

O presidente da CPE e da Estratégia Nacional do MP Digital, conselheiro Moacyr Rey Filho, também falou aos presentes: “Reunimos-nos aqui não apenas para compartilhar conhecimentos e experiências sobre tecnologias, mas, sobretudo, para imaginar e construir o futuro da nossa instituição. E o futuro que imaginamos para o MP brasileiro, de ser mais moderno, próximo ao cidadão e resolutivo, passa obrigatoriamente por três pilares: coragem para inovar, adoção ágil das tecnologias emergentes, e atuação conjunta e colaborativa entre os Ministérios Públicos”.

Já o procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, Georges Carlos Seigneur, salientou que a inovação e a tecnologia são palavras que devem fazer parte do nosso dia a dia. “O constituinte, quando idealizou o MP, imaginou a instituição com inúmeras atribuições. Quando falamos das nossas diversas atividades, verificamos que podemos ser mais aliados. E a tecnologia e a inovação são formas pelas quais podemos realizar, ainda melhor, o nosso trabalho”.

O Congresso, que recebeu cerca de 250 inscrições, foi prestigiado por conselheiros do CNMP, procuradores-gerais e outros membros do Ministério Público brasileiro, presidentes de associações nacionais de classe e servidores. A solenidade de abertura está disponível no canal do CNMP no YouTube.

Com assessoria

COMPARTILHE

Bombando em Paraíba

1

Paraíba

Nilvan discute prioridades para os jovens durante plenária

2

Paraíba

Cidade na Paraíba com 4 mil habitantes gasta quase R$ 1 milhão com shows

3

Paraíba

Criança morre atropelada por ônibus escolar em Itabaiana

4

Paraíba

Filho tenta matar o próprio pai com enxada no Litoral Norte da Paraíba

5

Paraíba

Município na Paraíba desembolsa quase R$ 300 mil com shows de Toca do Vale e Jorge de Altinho