Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Flexibilização

Novo decreto permite funcionamento de bares e restaurantes até às 21h na Paraíba

Decreto estadual é válido de 19 de junho a 2 de julho.

Bares e restaurantes poderão funcionar até às 21h na Paraíba (Foto: Reprodução Pixabay)

Por

O novo decreto estadual de medidas restritivas para evitar a disseminação da covid-19 flexibilizou os horários de funcionamentos de bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de conveniência, que poderão funcionar das 6h às 21h. O novo decreto será publicado em edição suplementar do Diário Oficial do Estado (DOE), nesta quinta-feira (17), e será válido entre os dias 19 de junho e 2 de julho.

O decreto anterior, que ainda é válido até esta sexta-feira (18), determinava que esses estabelecimentos só poderiam funcionar com atendimento presencial até às 16h, sendo que após esse horário os restaurantes ainda podem trabalhar com entrega em domicílio ou retirada.

Além disso, o decreto que está chegando ao fim também determinou o fechamento desses estabelecimentos durante os fins de semana, o que não está previsto no novo decreto.

O atendimento presencial continua restrito a uma quantidade máxima de clientes equivalente a 30% da capacidade do local e o uso de máscaras permanece obrigatório.

A Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) e os órgãos de vigilância sanitária municipais, as forças policiais estaduais, os Procons estadual e municipais e as guardas municipais ficarão responsáveis pela fiscalização do cumprimento das normas estabelecidas no decreto. O descumprimento sujeitará o estabelecimento à aplicação de multa e poderá implicar no fechamento em caso de reincidência, que pode compreender períodos de sete a catorze dias, e na aplicação de multas que podem chegar a R$ 50 mil.

Confira na íntegra a publicação do Diário Oficial do Estado:

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

João Azevêdo cria programa para repasse direto de recursos para as escolas que voltarão às aulas presenciais

Escolas municipais de Campina Grande têm retorno tranquilo, neste primeiro dia de retomada do ensino presencial

Cícero Lucena assiste amistoso Brasil x Argentina e ressalta apoio para atrair eventos a João Pessoa

Cabedelo vacina adolescentes 16+ sem comorbidades a partir desta terça-feira