Crise

Paraíba reivindica R$ 580 milhões após perdas financeiras e cobra governo Lula para complementar FPE

Em entrevista ao portal ClickPB, o secretário estadual da Fazenda, Marialvo Laureano, falou sobre a situação da mobilização do governo paraibano junto ao governo federal com a redução do Fundo de Participação dos Estados (FPE).

Paraíba reivindica R$ 580 milhões após perdas financeiras e cobra governo Lula para complementar FPE

Marialvo Laureano é secretário da Fazenda da Paraíba — Foto:Walla Santos

Em entrevista ao portal ClickPB, o secretário estadual da Fazenda, Marialvo Laureano, falou sobre a situação da mobilização do governo paraibano junto ao governo federal com a redução do Fundo de Participação dos Estados (FPE).

Como noticiou o ClickPB, o Consórcio do Nordeste formado por nove estados, emitiu uma nota informado perdas de receita na ordem de R$ 700 milhões em apenas dois meses com a queda do FPE. Diante da crise, os membros do Consórcio Nordeste cobram uma resposta da União para equilibrarem as contas nos estados e municípios.

Secretário da Fazenda da Paraíba critica mudanças de última hora na Reforma Tributária que prejudicam estados do Nordes

Conforme apurou o ClickPB, a Paraíba teve uma perda financeira em 2022, no valor de R$ 580 milhões. O que provocou um grave problema financeiros nos cofres públicos.

Diante da agravante situação, Marialvo Laureano explica que um acordo articulado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) com a União definiu a restituição de R$ 403 milhões. Uma das propostas apresentadas pelo governo federal.

“Governo propôs antecipar valores em vista a perdas financeiras ocorridas em 2022. Eram para ser pagas em duas parcelas nos anos de 2023 e 2024. Mas serão antecipadas após o acordo”.

Governadores do Nordeste reclamam de perda de R$ 700 milhões no FPE e pedem auxílio financeiro a governo Lula

Para o secretário Marialvo Laureano, o valor de R$ 403 milhões fica dividido da seguinte maneira; 25% para os munícipios, 20% para o Fundeb e o estado ficando com R$ 240 milhões.

Marialvo Laureano revela ainda que o governo federal propõe uma ação para ajudar os municípios. A medida visa complementar o FPM dos municípios, evitando que seja um valor inferior ao período de 2022. O Consórcio Nordeste tentar a mesa ação para o FPE.

“O que o Consórcio Nordeste e outros estão pretendem também é que a ação juntos aos municípios, seja aplicada aos estados, complementado o Fundo de Participação do Estado, é isso que solicitamos”, explicou.

COMPARTILHE

Bombando em Paraíba

1

Paraíba

Oficial: TJ comunica abertura de vagas e solicita nomes do MP e OAB para formação de listas; veja documento

2

Paraíba

Justiça suspende audiência do padre Egídio após pedido da defesa e juiz marca nova data; saiba quando

3

Paraíba

Paraíba tem 12 mortes em investigação por dengue e chikungunya; veja em quais cidades

4

Paraíba

MPF denuncia donos da Braiscompany e outros cinco investigados por lavagem de dinheiro na empresa

5

Paraíba

Tibério Limeira diz que Carta de Serviços do Detran vai economizar tempo e recursos do Estado e do cidadão