Estatística

IBGE diz que coleta do Censo 2022 na Paraíba chega a quase 80% e não contratará mais recenseadores

IBGE considera estar perto de concluir recenseamento na Paraíba e descarta contratar mais recenseadores, mesmo com liberação, via MP, de contratação sem processo seletivo.

IBGE diz que coleta do Censo 2022 na Paraíba chega a quase 80% e não contratará mais recenseadores

O recenseamento foi prorrogado na Paraíba e em outros locais do Brasil com conclusão prevista até o início de dezembro por causa dos atrasos com falta de pessoal e rejeição dos moradores em receber os profissionais. — Foto:Walla Santos/ClickPB/Arquivo

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou ao ClickPB, nesta segunda-feira (21), que já tem 76,3% de coleta de dados dos paraibanos no Censo 2022, segundo balanço de 31 de outubro, embora o site do Censo mostre que houve 65,6% de progresso da coleta no estado, até este dia 21 de novembro. Com isso, o órgão considera estar perto de concluir os trabalhos de recenseamento e descarta contratar mais recenseadores via medida provisória (MP), condição de contratação sem processo seletivo liberada pelo Governo Federal.

O IBGE na Paraíba trabalha com déficit de 1.090 profissionais do total que esperava empregar no Censo. Eram previstas 3.380 contratações, mas o IBGE na Paraíba só conseguiu contratar 3.245 e tem, atualmente, 2.290 recenseadores em atuação: uma queda superior a 1.000 profissionais a menos em serviço.

O IBGE ainda relatou ao ClickPB que o Nordeste tem o menor déficit de pessoal entre as regiões do país.

O recenseamento foi prorrogado na Paraíba e em outros locais do Brasil com conclusão prevista até o início de dezembro por causa dos atrasos com falta de pessoal e rejeição dos moradores em receber os profissionais.

Em relação à resistência dos moradores dos imóveis em atender os recenseadores, o IBGE na Paraíba destacou ao ClickPB que “há ainda muitas resistências por parte de moradores em responder aos recenseadores, principalmente em condomínios e domicílios localizados em áreas com maior poder aquisitivo, tendo isso sido um dos motivos para atrasar a coleta em todo o país.”

Nesses casos, os supervisores são acionados depois que os recenseadores fazem até quatro tentativas de coleta de dados. O IBGE declarou ao ClickPB que, geralmente, os supervisores têm conseguido concluir a coleta, após a rejeição dos moradores à chegada dos recenseadores.

COMPARTILHE

Bombando em Paraíba

1

Paraíba

Prefeitura de Aguiar gasta R$ 175 mil com dois shows para festa de ‘João Pedro’

2

Paraíba

Operação policial apreende armas de fogo e prende sete suspeitos de integrar facções criminosas em Patos

3

Paraíba

Polícia Civil prende homem com armas de fogo, munições e celulares sem nota fiscal em Juazeirinho

4

Paraíba

Especialista explica como ficou ‘lei das saidinhas’ após mudanças no governo Lula

5

Paraíba

João Pessoa tem oficina gratuita para ajudar contribuinte a declarar Imposto de Renda; veja como participar