Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Descarte de lixo

Polícia investiga suposto incêndio criminoso em olaria contratada por Servlimp

O delegado titular da Defraudações e Falsificações, Lucas Sá, disse que será instaurada uma investigação em conjunto com a operação Descarte

O incêndio, segundo a polícia, foi direcionado ao lixo (Foto: Divulgação)

Por

A Polícia Civil está investigando um incêndio possivelmente criminoso na Olaria Redenção, em Santa Rita, na manhã desta terça-feira (11). No local era armazenado lixo hospitalar da empresa Servlimp, que foi alvo de uma operação no mês de setembro. A suspeita é de que o incêndio tenha sido provocado para destruir provas.

O delegado titular da Defraudações e Falsificações, Lucas Sá, disse que será instaurada uma investigação em conjunto com a operação Descarte, porque a suspeita é que esse incêndio foi criminoso, para destruir provas importantes para a operação. A suspeita inicial recai sobre a empresa alvo da operação Descarte, que é a Servlimp.

A Operação Descarte foi desencadeada no mês de setembro pelo Ministério Público (GAECO) em conjunto com a Polícia Civil. Durante as investigações, foi descoberto que a empresa não estava realizando corretamente o descarte de lixo.

O incêndio, segundo a polícia, teve início por volta das 5h desta terça-feira. O Corpo de Bombeiros foi acionado para fazer a contenção do incêndio e a Sudema também foi acionada para tomar as providências, e a empresa pode ser autuada novamente. "Na primeira fase da operação Descarte, a empresa Servlimp foi autuada em R$ 500 mil. E esse incêndio, agora, é um novo crime ambiental. Então pode ser feita uma nova autuação por crime ambiental de incêndio", afirmou o delegado.

A polícia fez uma perícia no local e está ouvindo funcionários da olaria porque, de acordo com o delegado, há indícios de que se trata de um incêndio criminoso, com o objetivo de destruir as provas. Caso seja comprovado, o crime será atribuído aos suspeitos da operação Descarte. O incêndio, segundo a polícia, foi direcionado ao lixo. Outras partes da olaria não foram muito atingidas.


Acompanhe mais notícias do ClickPB nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram
Entre em contato com a redação do ClickPB: 
Telefone: (83) 99624-4847
WhatsApp: (83) 99624-4847
E-mail: redacao@clickpb.com.br


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

URGENTE: Lucélio Cartaxo é transferido para Hospital Sírio-Libanês em São Paulo

Polícia apreende mais de 5 mil comprimidos de artane, dinheiro falso e máquinas para arrombar cofres

Governador sanciona Lei que institui o Dia Estadual da Etnia Cigana na Paraíba

MPF pede na Justiça suspensão de edital de seleção para o Programa de Professor Visitante no Exterior