Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Prevenção

Por conta da quantidade de vacinas destinadas à Paraíba, apenas 34% dos trabalhadores da saúde serão inicialmente vacinados

O estado vai receber 93 mil doses da Coronavac, a qual teve o registro emergencial liberado no domingo (17).

Trabalhadores de saúde serão os primeiros vacinados na Paraíba. estado recebe inicialmente 93 mil doses. (Foto: Reprodução)

Por

Por conta da quantidade de vacinas destinadas à Paraíba, apenas 34% dos trabalhadores da saúde serão inicialmente vacinados. A informação foi dada pelo secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros. O estado paraibano vai receber 93 mil doses da Coronavac, nesse primeiro momento, a qual teve o registro emergencial liberado no domingo (17) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

"A vacinação de apenas 34% dos trabalhadores da saúde exige que nós tenhamos um foco em vacinar aqueles que estão no fronte do enfrentamento da doença Covid. Inicialmente serão vacinados os trabalhadores da saúde que trabalham em UTIs Covid, enfermarias Covid. Isso proporcionará aos 34% dos trabalhadores de saúde que etsão mais expostos serão vacinados com preferência", afirmou como o ClickPB acompanhou.

Ainda de acordo com o secretário, a Paraíba recebe hoje a tarde um lote com 93 mil vacinas. Elas inicialmente serão destinadas aos profissionais de saúde, mas dentro do grupo ainda há pessoas institucionalizadas que residem em abrigos e asilos, juntamente com os indígenas aldeados, "dando o início a campanha de vacinação contra o novo coronavírus na Paraiba, representando um total de 93 mil, incluindo a segunda dose que já está garantida".

Confira as explicações do secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros




Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Bruno Farias revela descaso na gestão Cartaxo na proteção da barreira do Cabo Branco: "nunca foi falta de recursos, mas de um gestor"

Redução do número de funcionários é apontado como motivo para filas gigantescas em bancos na Paraíba; sindicato cobra cumprimento de protocolos

Em nota, Prefeitura de Campina Grande afirma que ainda não existe posição oficial sobre o cancelamento do São João

Morre Fernando Monte, professor aposentado da UFPB, por complicações da Covid-19