Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Atitude

Prefeita de Bayeux causa polêmica após colocar aviso em porta de hospital e profissionais de saúde reagem a atitude

O Conselho Regional de Medicina (CRM-PB) e o Sindicato dos Médicos da Paraíba (Simed-PB) já estão com o aviso colocado pela prefeita de Bayeux e tem sido bastante discutido na classe médica.

Aviso foi colocado na porta de um hospital da cidade de Bayeux. A própria prefeita colou a nota e publicou em sua rede social. (Foto: Reprodução/Instagram)

Por

A prefeita do município de Bayeux, Luciene Gomes (PDT), está causando uma polêmica na área da saúde após ter colocado um aviso na porta de um hospital da cidade no dia de sua posse, na sexta-feira (1º). O documento diz que o funcionário da unidade, que é pago com o recurso público, deve tratar 'bem as pessoas" e caso algum paciente se sinta maltratado, entre em contato, através de um número, informado no mesmo aviso. 

O Conselho Regional de Medicina (CRM-PB) e o Sindicato dos Médicos da Paraíba (Simed-PB) já estão com o aviso colocado pela prefeita de Bayeux e tem sido bastante discutido na classe médica. No entanto, deverão posicionar sobre o caso ainda hoje ou nos próximos dias. Para o médico otorrinolaringologista Adriano Sérgio Freire Meira, que é 1º secretário do Simed-PB e do Conselho Federal de Medicina, disse que,  na sua opinião, essa atitude é considerada assédio moral aos profissionais de saúde. 

Ao ClickPB, o médico comentou que, na opinião dele, funcionário público ruim existe de deve ser combatido em qualquer área seja no serviço público ou no atendimento geral. "Atendimento humanizado, bom  faz parte do comércio, do servidor público. O problema é que, simplesmente, é uma nota demagoga porque ela diz: me denuncie porque quem não quiser, saia daqui", afirmou.

No entanto, de acordo com o médico, Luciene Gomes (PDT) coloca todos os profissionais no mesmo 'bolo'. "A gente sabe que vários profissionais ficaram sem receber nos último anos em Bayeux com essas mudanças de gestão e não deixaram de atender a comunidade", ressaltou.

Além disso, destacou que pelo princípio geral da ampla defesa e do contraditório, "se um médio ou qualquer profissional saúde não está atendendo bem, o administrativo tem que abrir processo, ou seja quer dizer que o administrativo não existe nas unidades? Não existe cargo comissionado para tomar conta de lá?". O médico Adriano Sérgio ainda questionou os motivos da gestora apenas colocar o aviso em relação ao atendimento por parte dos profissionais e não a procurar em caso de falta de medicamentos, equipamentos ou pagamento dos servidores. 

Confira a nota da prefeita de Bayeux


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Secretaria de Saúde realiza busca ativa para aplicação de vacinas nesta terça-feira, em Campina Grande

Prefeitura vacina público com segunda dose das vacinas Astrazeneca e Coronavac nesta terça-feira

Prefeito de Cajazeiras, José Aldemir, tira licença de 15 dias para tratamento contra a Covid-19

Em ritmo de quadrilha junina, paciente que se recuperou da Covid-19 recebe alta em Hospital de Cajazeiras