Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Unigrendal

Prefeituras são alvos de inquérito por aumentar salários de servidores com diplomas de universidade irregular

O inquérito foi instaurado pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) e envolve as Prefeituras Municipais de Itabaiana, Juripiranga, Mogeiro e Salgado de São Félix.

Para o MPPB, o problema pode estar acontecendo em vários outros municípios da Paraíba. (Foto: Reprodução)

Por

Um inquérito civil público investiga prefeituras e servidores que estariam utilizando certificados de cursos de mestrado e doutorado expedidos por uma "instituição irregular e sem reconhecimento pelo MEC", a universidade Unigrendal, para conseguir aumento salarial. Essa universidade também usava o nome fantasia Anne Sullivan University. O inquérito foi instaurado pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) e envolve as Prefeituras Municipais de Itabaiana, Juripiranga, Mogeiro e Salgado de São Félix. 

Para o MPPB, o problema pode estar acontecendo em vários outros municípios da Paraíba. A promotora de Justiça de Itabaiana, Ana Carolina Coutinho Ramalho Cavalcanti, disse que a investigação teve por base uma denúncia vinda do Centro de Apoio Operacional às Promotorias do Patrimônio - Caop do Patrimônio, e que o órgão ministerial está averiguando a questão em nível estadual, uma vez que está acontecendo em outros municípios da Paraíba. "O Ministério Público como um todo está investigando essa questão na esfera do patrimônio público, quem são as pessoas que estão se afastando, se beneficiando de afastamento para cursar mestrado ou doutorado nessa universidade que não tem reconhecimento pelo MEC", explicou a promotora. 

O MPPB vai apurar a existência de dolo por parte dos agentes que estão utilizando os certificados de pós-graduação stricto sensu nessa universidade e, em caso positivo, eles poderão responder por improbidade administrativa. Ela também confirmou que a universidade poderá ser responsabilizada.    

De acordo com o inquérito, o Ministério Público pretende identificar todos os responsáveis, coletar provas, caso necessárias, adotando, ao final, as
medidas judiciais cabíveis. Várias prefeituras já prestaram informações ao MPPB.   


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Caminhoneiros suspendem protesto contra preço do diesel e taxa de frete

Criança de 7 anos torturada pela mãe é submetida a cirurgia de reconstrução do couro cabeludo

Inmet emite alerta de perigo potencial para 62 cidades na Paraíba por causa de chuvas

PRF nega bloqueios em rodovias da Paraíba, mas reconhece movimentação de caminhoneiros