Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Pandemia

Receita médica para comprovar comorbidade está suspensa e apenas laudo ou declaração médica será aceita para vacina contra Covid-19 em João Pessoa

De acordo com a Prefeitura, além da documentação que comprova a comorbidade do paciente, quem for tomar a vacina deverá levar documento oficial com foto, cartão do SUS, CPF e comprovante de residência.

Neste momento, a vacina está disponível para pessoas com 40 anos ou mais com comorbidades, trabalhadores de saúde a partir de 30 anos, hemofílicos a partir dos 18 anos e mulheres gestantes ou puérperas com e sem comorbidades. (Foto: reprodução)

Por

A Prefeitura de João Pessoa, após reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), decidiu, nesta quinta-feira (6) suspender a receita médica como documento de comprovação de comorbidade para a vacinação da Covid-19. A partir de agora, apenas o laudo ou declaração médica será aceita para comprovar a comorbidade. 

De acordo com a Prefeitura, além da documentação que comprova a comorbidade do paciente, quem for tomar a vacina deverá levar documento oficial com foto, cartão do SUS, CPF e comprovante de residência. A decisão foi embasada, seguindo orientações dos órgãos de controle. 

Em reunião, o Ministério Público Federal (MPF), responsável pelo Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (Focco), sugeriu que a Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa realizasse mudanças no aplicativo da vacinação e incluísse o número do CRM do médico que assinou o atestado, após informações sobre emissão de atestados médicos falsos. 

Neste momento, a vacina está disponível para pessoas com 40 anos ou mais com comorbidades, trabalhadores de saúde a partir de 30 anos, hemofílicos a partir dos 18 anos e mulheres gestantes ou puérperas com e sem comorbidades.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Internado em São Paulo, José Aldemir apresenta melhora e deixa intubação

Motorista perde controle e carro de luxo invade prédio de universidade na Paraíba

Medow assina Termo de Ajustamento de Conduta para realização das lives d’O Maior São João do Mundo

Empresa aérea deve pagar indenização de R$ 5 mil por atraso de voo