Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Infraestrutura

Reconstrução de trecho da calçadinha terá muro de arrimo para conter avanço do mar e obras estão orçadas em mais de R$ 5 milhões, diz secretário

A reconstrução do trecho da calçadinha que desabou no final da orla de Cabo Branco enfrenta atraso por problemas com as empresas que ganharam a licitação.

A previsão é que as obras realizem a demolição do que restou e a colocação de rochas para a reconstrução, além do muro de arrimo. O desabamento da calçadinha foi registrado em março desse ano, quando trechos abriram crateras, impedindo o uso do local. (Foto: reprodução)

Por

A reconstrução do trecho da calçadinha que desabou no final da orla de Cabo Branco enfrenta atraso por problemas com as empresas que ganharam a licitação. Essa foi a justificativa dada pelo secretário de Gestão Governamental de João Pessoa, Diego Tavares, em entrevista ao programa Arapuan Verdade, na tarde desta terça-feira (21). Como acompanhou o ClickPB, o gestor reforçou o início das obras para os próximos meses. 

"Tivemos problemas com as licitações públicas. Nessa reconstrução haverá um muro de arrimo de mais de 3 metros. Essa obra está orçada em mais de cinco milhões de reais. O atraso se deu já que a empresa ganhadora não conseguiu apresentar a capacidade técnica e a segunda não quis participar. Eles recorreram da decisão e estamos nos próximos dias dando solução para esse caso", explicou. 

A previsão é que as obras realizem a demolição do que restou e a colocação de rochas para a reconstrução, além do muro de arrimo. O desabamento da calçadinha foi registrado em março desse ano, quando trechos abriram crateras e bloquearam o uso do local, que segue interditado. 

A área, além de ser um dos pontos turísticos, é bastante frequentada por atletas, que passaram a usar a via de asfalto, após a interdição. 

O local segue interditado e com instalação de sinalizadores feita pela Semob e a Defesa Civil, para evitar que as pessoas se aproximem das áreas já afetadas. 


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

João Azevêdo entrega pavimentação, ginásio e autoriza obras em Alagoa Nova, Lagoa Seca e São Sebastião de Lagoa de Roça

João Pessoa segue aplicando D1 para 12+, D3 para 60+ e D2 para demais públicos do plano vacinal

Prefeito Cicero Lucena assina empréstimo no valor de R$ 100 milhões para pavimentação de 500 ruas em João Pessoa

Dois Centros de Educação Infantil em João Pessoa serão os primeiros na testagem para inquérito sorológico nas escolas da Paraíba