Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Operação Calvário

Secretária de Gilberto Carneiro é encaminhada à Penitenciária Júlia Maranhão, em JP

A determinação foi dada durante audiência de custódia realizada na tarde desta quinta-feira (2). Ela foi alvo da quarta fase da Operação Calvário, deflagrada na terça-feira (30).

Doze pessoas foram alvos dos mandados na quarta fase da Operação Calvário, na terça (30) (Foto: Divulgação)

Por

O juiz Adilson Fabrício Gomes Filho, designado para substituir o juiz Ricardo Vital, ordenou que a secretária Maria Laura Caldas de Almeida Carneiro, auxiliar do ex-procurador Geral do Estado Gilberto Carneiro, seja encaminhada à Penitenciária Feminina Júlia Maranhão, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. A determinação foi dada durante audiência de custódia realizada na tarde desta quinta-feira (2). Ela foi alvo da quarta fase da Operação Calvário, deflagrada na terça-feira (30).

O magistrado decidiu que apenas familiares de primeiro e segundo graus e advogados poderão visitar a secretária.

Maria Laura será encaminhada à Penitenciária Júlia Maranhão "por se tratar de presa provisória sem direito a prisão especial na forma  da lei", segundo explicou o juiz Adilson Fabrício Gomes Filho na decisão.

Maria Laura já havia sido alvo de um mandado de busca e apreensão durante a terceira fase da Operação Calvário. O mandado de prisão, assim como os mandados de busca e apreensão, foram determinados pelo desembargador Ricardo Vital.


Operação Calvário/Operação Esperança

Doze pessoas foram alvos dos mandados. Foram cumpridos mandados nas casas dos alvos, no Centro Administrativo Estadual, no bairro de Jaguaribe, e na sede da Procuradoria-Geral do Estado da Paraíba, localizada na avenida João Machado, também em Jaguaribe, em João Pessoa.

O Gaeco, do Ministério Público da Paraíba (MPPB), com reforço da Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagraram na manhã da última terça-feira o quarto desdobramento da Operação Calvário, batizada como Operação Esperança.

Segundo informações do Gaeco, a Operação Calvário, no Estado da Paraíba, investiga núcleos de uma organização criminosa comandada por Daniel Gomes da Silva, que é responsável por desvio de recursos públicos, corrupção, lavagem de dinheiro e peculato, através de contratos firmados junto a unidades de saúde do Estado, com valores chegando a R$ 1,1 bilhão, possuindo atuação em outras unidades da federação, a exemplo do Rio de Janeiro.

Ao todo, 53 policiais rodoviários federais, provenientes nos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco, foram empregados na operação. Além de ações em João Pessoa, a operação foi deflagrada também em Pitimbu e Santa Terezinha.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Repartições municipais de Campina Grande funcionam normalmente dia 5 de agosto

Prefeitura entrega pavimentação de oito ruas no Bairro das Indústrias com corrida comemorativa em João Pessoa

População de João Pessoa será contemplada com doação de livros realizada pela UFPB em pontos turísticos da cidade

CDL se posiciona contra feriado de 5 de agosto em João Pessoa e presidente dispara: “estamos sendo prejudicados”