Contrato

Vereador denuncia gasto de quase R$ 1 milhão e irregularidades na contratação da empresa para fazer decoração natalina de Patos

O vereador pede o cancelamento do contrato e a primeira audiência está marcada para a tarde de hoje.

Vereador denuncia gasto de quase R$ 1 milhão e irregularidades na contratação da empresa para fazer decoração natalina de Patos

Maior destaque das decorações natalinas são os pontos de brilho e luz — Foto:Reprodução/Ilustração

O vereador Josmá Oliveira (PL), protocolou uma denúncia no Ministério Público contra a Prefeitura de Patos contestando irregularidades no processo licitatório e nos valores pagos pela decoração natalina na cidade. O vereador pede o cancelamento do contrato e a primeira audiência está marcada para a tarde de hoje.

O valor total da ornamentação é de 980 mil reais. “Patos é cidade de interior, uma cidade pobre e cheia de problemas. Não tem condições de gastar com isso. Existe um déficit muito grande de iluminação pública. Aí pegar e gastar 1 milhão de reais com enfeite natalino não é plausível, não é razoável”, argumenta o vereador. 

O vereador chama atenção também para o fato de que apenas uma empresa concorreu ao pregão e isso não seria permitido. 

No contrato no qual estão especificados os itens da decoração natalina, apenas algumas estrelas iluminadas por micro lâmpadas de LED vai custar 30 mil reais aos cofres públicos. O item mais caro do contrato são cinco arcos com estrela dupla de oito pontas cuja locação custa 45 mil. 

Veja detalhes do contrato:

COMPARTILHE

Bombando em Paraíba

1

Paraíba

Caso Padre Zé: audiência de instrução acontece hoje e vai ouvir Padre Egídio e ex-diretoras do hospital

2

Paraíba

Vídeo: Tempestade deixa rastros de destruição e alagamentos em Patos

3

Paraíba

Inmet emite dois alertas de chuvas para cidades da Paraíba com previsão de até 100 mm e ventos de 60 km/h; confira aqui

4

Paraíba

Aposta de João Pessoa ganha quase R$ 240 mil na loteria +Milionária

5

Paraíba

Gastos com São João de Santa Rita já ultrapassam R$ 4,4 milhões e ainda faltam valores de 57 atrações