Adiado

Depoimento de “Arthur, o Urso” é adiado a pedido de advogado; influencer é acusado de atos obscenos

Depoimento do influencer "Artur, o Urso" foi adiado. A audiência estava marcada para está terça-feira (9) na delegacia de Polícia Civil, João Pessoa.

Arthur, Promotora, Advogado

Arthur, o Urso (Foto: reprodução)

O depoimento do influencer “Arthur, o Urso” foi adiado. A audiência estava marcada para está terça-feira (9) na delegacia de Polícia Civil, João Pessoa. Arthur seria ouvido pela delegada Andréa Mello, mas o depoimento foi adiado a pedido da defesa, que alegou que o advogado tinha outra audiência já marcada para o mesmo horário.

Conforme divulgou o ClickPB, “Arthur Urso” e suas e suas seis esposas foram intimados pela Polícia Civil para prestarem esclarecimentos. Segundo a polícia, eles podem responder pelo crime de atos obscenos que podem dar de 3 meses a um ano de detenção, ou multa. A nova data ou horário ainda não foram definidos.

Entenda o caso

A promotora Cláudia Cabral Cavalcante, do Ministério Público da Paraíba (MPPB), determinou que a Polícia Civil investigue ‘Arthur, o Urso’. O influencer se tornou alvo da Justiça após divulgação de um vídeo onde ele aparece com várias mulheres cometendo atos obscenos na orla de Tambaú, em João Pessoa.

Como visto pelo ClickPB, a promotora determinou investigação contra pessoas ligadas aos perfis @arthurourso, @ursomansao, @bahala_oficial, @abritmoreno, @bimejia, @mila_personal, @ocnatty e @larycubas2.

O influenciador digital “Arthur, o Urso” deverá prestar depoimento na Polícia Civil e se explicar pelo crime de ato obsceno. Isso porque circulam nas redes sociais imagens dele desfilando com oito mulheres nuas na orla de João Pessoa. A informação foi confirmada pela Secretaria da Segurança e da Defesa Social do Estado da Paraíba.

A reportagem apurou que a situação envolvendo Arthur ocorreu na última semana e no conteúdo ele surge com ao menos cinco mulheres em bicicletas de passeio nos trechos da orla que cortam os bairros de Tambaú e Cabo Branco.

De acordo com o secretário de segurança do estado, Jean Nunes, Arthur e as mulheres que estão no conteúdo devem ser intimados ainda hoje “para responder pelos crimes praticados de ato obsceno e atentado violento ao puder, a depender de cada conduta”.

Leia também:

COMPARTILHE

Bombando em Notícias Policiais

1

Notícias Policiais

FOTOS: Incêndio destrói cinco ônibus em garagem em João Pessoa

2

Notícias Policiais

Homem é preso acusado de arremessar panela e óleo quente em direção à esposa, na Paraíba

3

Notícias Policiais

Empresário preso suspeito de matar jovem de 15 anos na Paraíba fica em silêncio durante interrogatório

4

Notícias Policiais

Caso Up Garden: Polícia indicia cantor e dono de casa de shows que desabou em João Pessoa

5

Notícias Policiais

Adolescente de 15 anos morta com disparo de arma de fogo é velada em Monteiro; suspeito do crime é o companheiro de 56 anos