Fraude

Paraibanos acusados de golpe de mais de R$ 100 milhões com venda de tomates ganha repercussão no Domingo Espetacular

Paraibanos acusados de golpe de mais de R$ 100 milhões com venda de tomates ganha repercussão nacional na imprensa no programa Domingo Espetacular.

Paraibanos acusados de golpe de mais de R$ 100 milhões com venda de tomates ganha repercussão no Domingo Espetacular

Paraibanos acusados de golpe de mais de R$ 100 milhões com venda de tomates ganha repercussão nacional na imprensa, neste domingo (26) no programa Domingo Espetacular da emissora RecordTV. O casal de paraibanos é acusado de montar uma pirâmide financeira com o artifício de oferecia alface, rúcula, tomate e outras hortaliças de alta qualidade, cultivadas sem agrotóxicos e por um preço menor que o da concorrência. A esposa também é alvo de investigação como outros diretores da empresa.

Conforme divulgou o ClickPB, Jucélio Lacerda foi preso pela Polícia Civil no dia 7 de fevereiro na cidade de Lagoa Seca, no interior da Paraíba. O suspeito é acusado de aplicar um golpe onde oferecia as vítimas a participação no plantio de tomate, pepino, cogumelos cebola e repolho. As vítimas investiam a partir de até R$ 10 mil e aguardavam a colheita da safra para receber os lucros. No entanto, foi descoberto o esquema de pirâmide financeira.

Leia também:

Empresário é preso suspeito de golpe em 400 pessoas com prejuízo de mais de R$ 120 milhões com esquema de pirâmide na Paraíba

Polícia segue investigação contra esquema de pirâmide em hidroponia na Paraíba; mais envolvidos podem ser presos

Justiça mantém preso empresário suspeito de pirâmide financeira com cultivo de plantas na Paraíba

Ao ClickPB, uma vítima do golpe explicou como caiu no esquema montado pela pirâmide financeira perdeu mais de R$ 30 mil. Morador de João Pessoa, a vítima optou pelo sigilo com medo de represálias, mas explicou como os golpistas agiam. A vítima conheceu o negócio por terceiros, então resolveu aplicar inicialmente R$ 10 mil e depois foi convencida a aumentar o valor para mais de R$ 30 mil. A vítima alega que são mais de 400 vítimas.

“Conheci a empresa através de um amigo que era investidor. Fiz um investimento inicial de R$10 mil e quando comecei a receber os dividendos desse investimento, investi mais R$ 30 mil e daí não recebe mais nada. Foi criado um grupo no whatsapp composto por 411 investidores “, explicou a vítima.

Assista ao conteúdo:

COMPARTILHE

Bombando em Notícias Policiais

1

Notícias Policiais

VÍDEO: homens invadem balneário, matam duas pessoas e causam pânico em famílias que estavam no local

2

Notícias Policiais

Polícia apreende 25 quilos de substância semelhante a cocaína; carga está avaliada em R$ 1,5 milhão

3

Notícias Policiais

Homem morre e irmão fica ferido após terem casa invadida por criminosos, em Bayeux

4

Notícias Policiais

Jovem é morto a tiros por grupo armado no bairro do Rangel

5

Notícias Policiais

Idoso morre ao passar mal em bar no centro de Cajazeiras