Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Polêmica

Advogado de candidato à eleição indireta de Bayeux acusa presidente da Câmara de comandar manobra política

"Todos os candidatos que estão concorrendo nas chapas de Bayeux não preenchem os requisitos que tem um prazo de seis meses para desfiliação", afirmou advogado.

Eleição indireta em Bayeux está prevista para acontecer no dia 13 de agosto. (Foto: Walla Santos)

Por

O advogado do coronel Ardenildo Morais (candidato ao pleito da eleição indireta ao cargo de prefeito de Bayeux), Cláudio Coutinho, acusou o presidente da Câmara Municipal de comandar manobra política. Além disso informou que entrou com um recurso para que a decisão sobre impugnação das outras chapas seja analisada sem a presença dos vereadores concorrentes ao pleito eleitoral. O advogado do candidato, Cláudio Coutinho, informou ao ClickPB, que o presidente da Câmara Municipal tem interesse de fazer manobras na eleição. 

De acordo com Cláudio Coutinho, foi pedida a impugnação das cinco chapas. "A Constituição Federal quanto a Constituição Eleitoral exige que os candidatos tenham pelo menos desfiliação partidária. Todos os candidatos que estão concorrendo nas chapas de Bayeux não preenchem os requisitos que tem um prazo de seis meses para desfiliação. Por essa razão impugnamos os registros de candidaturas, só que foram indeferidos pelo próprio presidente da Câmara que também está participando desse pleito eleitoral", comentou.

Ainda conforme Coutinho, passado o procedimento administrativo foi feito "reformulada a decisão para que o recurso fosse apreciado com vereadores que não estejam participando do pleito eleitoral que viola as regras do jogo eleitoral", afirmou. Segundo o advogado, o presidente da Câmara, que concorre ao pleito eleitoral, está a frente da organização. "Ou seja, ele tem interesse de comandar essa manobra política que nós estamos visualizando", frisou. 

Para Coutinho, "essa atuação do presidente Ivando, que tem indeferido as nossas impugnações, porque ele sabe que não tem nenhum prazo de seis meses de desfiliação partidária", comentou, destacando que, dentro do prazo, "entramos com recurso para a decisão seja analisada com os vereadores que não estejam participando das eleições indiretas", finalizou.

Leia mais:

Candidato pede impugnação de cinco chapas para concorrer sozinho à Prefeitura de Bayeux


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Justiça Eleitoral da Paraíba realiza sorteio do Horário Eleitoral gratuito na próxima sexta-feira

Confira a agenda oficial dos candidatos à Prefeitura de Campina Grande nesta terça-feira

Após acusação de viagem a Noronha sem esposa, João Almeida desafia Wallber a apresentar comprovante de gastos com verba indenizatória

Candidatos com ensino médio são maioria nas disputas das eleições de 2020 na Paraíba, mas há 3,59% que apenas lê e escreve