2022

Cabo Gilberto quer concorrer ao Governo da Paraíba como “opção da ala conservadora”, mas se não houver consenso buscará vaga à Câmara Federal

O deputado estadual disse manter o diálogo e buscará apoio de todos que fazem parte da ala conservadora.

Cabo Gilberto quer concorrer ao Governo da Paraíba como “​opção da ala conservadora”​, mas se não houver consenso buscará vaga à Câmara Federal

Cabo Gilberto quer ser concorrer ao cargo de governador da Paraíba em 2022. — Foto:Walla Santos

O deputado estadual Cabo Gilberto Silva (PSL) colocou o nome como “opção da ala conservadora” para votar em 2022 para o cargo de governador da Paraíba. Apesar de dizer que mantém diálogo com o grupo, garantiu que se não houver consenso vai concorrer a uma vaga de deputado federal. Até agora, ficou decidido que irá se filiar ao mesmo partido do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), este o qual ainda não se definiu. 

“É o sonho de todo político paraibano ser governador deste estado para colocar o seu projeto que entende ser melhor para a população da Paraíba em prática. E obviamente, como deputado, a gente entende que fica muito limitado. O governador pode fazer muito pela população da Paraíba”, comentou, em conversa com o ClickPB. 

Na opinião de Cabo Gilberto, “ninguém quer votar no atual governador e a oposição tem vários partidos”. Por conta disso, afirmou que dará seu nome como opção para a ala bolsonarista e conservadora patriota. Não apenas ao cargo de governador, mas também para vice e senador. “Iremos fazer uma junção de forças para que possamos vencer as eleições do próximo ano. Agora, obviamente, se não tiver viabilidade eleitoral, se não tiver consenso dos demais integrantes conservadores da Paraíba eu irei disputar uma vaga a Câmara Federal”, frisou.

Sobre o  partido ao qual pretende se filiar, Cabo Gilberto disse que será o mesmo de Jair Bolsonaro, mas que manterá sua coerência. “Se o partido que o presidente escolher for aliado ao governador e continuar aliado ao governador aqui na Paraíba, eu não tenho como fazer parte de um partido aliado ao governador. Tenho que manter a coerência, claro o nosso posicionamento com os nossos eleitores que confiaram em mim com expressiva votação em 2018”, frisou.

COMPARTILHE

Bombando em Política

1

Política

Senado aprova restrição para ‘saidinhas’ de presos; confira votação da bancada paraibana

2

Política

TCE-PB aponta 16 falhas na gestão da Prefeitura de Santa Rita com festas, contratações, falta de investimentos e outros problemas

3

Política

Romero Rodrigues se reúne com Gervásio Maia, presidente do PSB na Paraíba, em Brasília

4

Política

Governo Lula deve vetar fim das saidinhas em presídios se projeto for aprovado pelo Congresso

5

Política

Vitor Hugo coloca Avante à disposição de Júnior Araújo para deputado ser candidato a prefeito de Cajazeiras