Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Decisão

Câmara vota na quarta e quinta-feira projeto para que empresa privada realize São João de Patos

O Legislativo realizou, na manhã desta segunda-feira (27), uma sessão para debater e apreciar o projeto de Lei do Poder Executivo que autoriza a abertura de um crédito de até R$ 1,5 millhão.

"Hoje tivemos a leitura e discussão do projeto, amanhã as comissões irão se reunir e na quarta(29) e quinta(30), às 09h, acontecerá a primeira e segunda votação, respectivamente", disse a presidente da Câmara. (Foto: Divulgação/Ascom Câmara de Patos-PB)

Por

A Câmara Municipal de Patos votará, na quarta-feira (29) e quinta-feira (30), o projeto de lei do prefeito Ivanes Lacerda para permitir parceria público-privada para realização do São João de Patos. O Legislativo realizou, na manhã desta segunda-feira (27), uma Sessão Extraordinária para debater e apreciar o projeto de Lei de autoria do Poder Executivo que autoriza a abertura de um crédito especial de até R$ 1,5 millhão para repasse, a título de patrocínio, através da FUNDAP- Fundação Cultural de Patos, para a pessoa jurídica realizadora do São João de Patos 2020.

O projeto também sugere que o Poder Executivo e a FUNDAP concedam apoio logístico e deem autorização especial de uso e exploração de solo e comercialização publicitária e econômica para a empresa realizadora do São João.

Saiba mais

Prefeito de Patos apresenta projeto para terceirizar evento e autorizar empresa a promover festejos de São João

O vereador Cambirota falou da importância da realização do São João para o aquecimento da economia local e na geração de emprego e renda no município.

"Sou a favor da realização do São João, pois o evento só trará benefícios, geração de emprego e renda para a cidade e o povo de Patos. O nosso comércio está parado. De acordo com a Fundação Getúlio Vargas, a cada um real investido em cultura retorna treze para o município. Com a realização do São João o comércio é aquecido, ganha os produtores rurais, ganha os donos de postos de gasolina, de hotéis,de bares , restaurantes, ganha quem trabalha com transportes. Então o São João acontecendo entra recursos no município, gera emprego, gera renda, não havendo o São João, Patos só terá prejuízos."

Já vereadora Lucinha disse que o projeto tem falhas e que, devido a vários problemas que a cidade enfrenta, é contra a realização do São João com dinheiro público. "O projeto está faltando dados, está incorreto, não veio valores, de onde esses valores serão retirados, não veio nada, só vem dizendo que é uma autorização de uso de solo. Então a gente precisa ouvir o secretário de finanças, nós estamos vendo o sofrimento que a cidade de Patos vem passando, sem saúde pública, sem educação, sem nada pra oferecer a população e ainda querem tirar do município o dinheiro azul e branco para fazer o São João. Não somos contra o São João, o São João tem sim como ser realizado sem usar o dinheiro público. Queremos compromisso, responsabilidade e que não tire dinheiro da saúde e educação para fazer festa."

A presidente da Câmara, vereadora Tide Eduardo, disse que os trâmites do projeto estão ocorrendo da forma correta e que as votações acontecerão esta semana. "A Câmara foi convocada e estamos seguindo toda a programação conforme o edital. Hoje tivemos a leitura e discussão do projeto, amanhã as comissões irão se reunir e na quarta(29) e quinta(30), às 09h, acontecerá a primeira e segunda votação, respectivamente."

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Governo do Estado e Famup lamentam morte do ex-prefeito de Santa Rita, Marcus Odilon

Damares diz que governo tem como prioridade proteger o direito à vida

João Azevêdo afirma que há conotação política no movimento da Polícia Militar

Desembargador José Ricardo Porto assume presidência do TRE-PB próximo dia 9 de março