Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Governo Federal

Deputado aciona TCU para investigar contratação de construtora da Paraíba, por R$ 3,6 milhões, para reformar museu no Rio de Janeiro

De acordo com a matéria de O Globo, o secretário de Cultura Mario Frias contratou sem licitação uma empresa sem funcionários ou sede física

Deputado acionou TCU e PGR para que investiguem a contratação feita pela Secretaria Especial de Cultura, comandada por Mário Frias, de uma empresa da Paraíba sem funcionários e sem sede, conforme denúncia divulgada pelo jornal O Globo. (Foto: Roberto Castro/Ministério do Turismo/Arquivo)

Por

O deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) acionou o Tribunal de Contas da União (TCU) e a PGR (Procuradoria-Geral da União) para que investiguem a contratação feita pela Secretaria Especial de Cultura, do Governo Federal, de uma empresa da Paraíba sem funcionários e sem sede, conforme denúncia divulgada pelo jornal O Globo.

De acordo com a matéria, o secretário de Cultura Mario Frias contratou sem licitação uma empresa sem funcionários ou sede física. A empresa foi contratada para executar serviços de conservação e manutenção do Centro Técnico Audiovisual, no Rio de Janeiro (CTAV). Conforme a denúncia, a sede da empresa seria uma caixa postal.

O deputado David Miranda entrou com ação no TCU e representação na PGR questionando a competência da empresa para os serviços, diante da informação de que ela não possui nem funcionários e nem sede física.

Dados do Ministério da Economia mostram que a Construtora Imperial não possui nenhum funcionário registrado na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) desde sua inauguração, em 2019.

A Secretaria Especial de Cultura informou ao Uol que a contratação foi emergencial, mas feita dentro da legalidade.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

TCE rejeita recurso de Ricardo Coutinho e mantém reprovação de contas referentes a 2017

PT condiciona apoio a Veneziano ao Governo do Estado a palanque exclusivo para Lula e candidatura de Ricardo Coutinho ao Senado

Nilda Gondim quer que Veneziano dispute ao governo da Paraíba em 2022: “de um modo particular, eu torço sim”

Prefeito de Catolé do Rocha e seu grupo político declaram apoio a pré-candidatura de Murilo Galdino para deputado federal