Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Decisão

Desembargador decreta ilegalidade de paralisações de policiais e estipula multa de R$ 500 mil por dia de desobediência

Foi marcada, de forma excepcional, uma audiência de conciliação para o próximo dia 26 de fevereiro, as 9h, na sede do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba.

O desembargador ainda estipulou uma multa de R$ 500 mil por dia em caso de descumprimento para cada entidade (Foto: Walla Santos)

Por

O desembargador Leandro dos Santos, do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), declarou ilegal o movimento paredista articulado por movimentos ligados À segurança pública. Ele acatou uma ação do Governo do Estado e, em caráter liminar, decretou a ilegalidade da mobilização, entendendo que a causa era de natureza urgente. 

“Declaro ILEGAL qualquer movimento de caráter paredista que envolvam as forças policiais do Estado da Paraíba, sejam paralisações ou deflagrações de greve”, analisou. O desembargador ainda estipulou uma multa de R$ 500 mil por dia em caso de descumprimento para cada entidade. Além disso, também há uma multa pessoal, diária, no valor de R$ 300 mil para os membros da diretoria de cada entidade.

Foi marcada, de forma excepcional, uma audiência de conciliação para o próximo dia 26 de fevereiro, as 9h, na sede do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba.

Em sua decisão, o magistrado afirma que “causa espécie, não só a mim, mas a toda sociedade, que apenas no limiar de um período carnavalesco venham as categorias anunciar um movimento grevista, quando se diz que o ato omissivo do Executivo, frente às reivindicações dos policiais, remonta há algum tempo”.






Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Berg Lima renuncia ao cargo de prefeito de Bayeux

Gaeco denuncia Ricardo Coutinho, Coriolano, Valéria Coutinho, Livânia, Laura Caldas, Ivan Burity e cunhado do ex-governador por desvio de dinheiro para obra em prédio do Canal 40

Berg Lima vai até a Câmara de Bayeux entregar carta de renúncia, mas presidente se nega a receber documento após fim do expediente

PSOL entra com queixa crime contra Bolsonaro por atuação na pandemia