Escândalo

Desembargador Márcio Murilo decide, a qualquer momento, se aceita pedido de prisão do padre Egídio

A decisão do desembargador do Tribunal de Justiça da Paraíba é aguardada a qualquer momento e pode definir os próximos passos da investigação.

Padre Egídiio de Carvalho Neto, padre

Padre Egídio (Foto: reprodução)

O desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos foi designado como relator do recurso do Ministério Público da Paraíba (MPPB) que pede a prisão do padre Egidio, acusado de desvio de doações e recursos públicos que seriam destinados ao Hospital Padre Zé. A informação foi dada pelo jornalista Clilson Junior durante o programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM nesta quarta-feira (08).

A decisão do desembargador do Tribunal de Justiça da Paraíba é aguardada a qualquer momento e pode definir os próximos passos da investigação. Em primeira instância, o pedido de prisão do Padre Egídio foi negado.

O pedido de prisão havia sido negado pelo juiz da 4ª Vara Criminal de João Pessoa, José Guedes Cavalcanti Neto. Após a recusa, o Ministério Público recorreu em segunda instância e o caso foi distribuído para o desembargador Márcio Murilo.

O padre Egídio é apontado como responsável por um esquema de furtos e desvios de recursos públicos e doações que deveriam ser destinadas ao Hospital Padre Zé. No mês de outubro foi deflagrada a Operação Indignus, encabeçada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECO).

Saiba mais

COMPARTILHE

Bombando em Política

1

Política

Justiça Eleitoral manda Ruy Carneiro retirar do ar postagem em rede social; saiba qual

2

Política

Jhony Bezerra diz que não há imposição de aliança, mas está dialogando para ter PT, PCdoB e PV no mesmo palanque

3

Política

Ruy Carneiro nega dificuldade para escolha de vice: “boato barato”

4

Política

Nilvan recebe adesão de Estefânia Maroja e de 20 pré-candidatos a vereador do grupo de Pedrito

5

Política

TSE divulga quanto cada candidato na Paraíba poderá gastar nas eleições 2024; confira valores por município