DF

EXCLUSIVO: Assessora de vereador Cel Sobreira de João Pessoa é presa em Brasília após atos de vandalismo

Fabíola atua como assessora parlamentar em gabinete de vereador em João Pessoa desde o dia 1º de janeiro de 2021.

EXCLUSIVO: Assessora de vereador Cel Sobreira de João Pessoa é presa em Brasília após atos de vandalismo

O nome de Fabíola consta em lista obtida com exclusividade pelo ClickPB após os desdobramentos da última semana — Foto:Reprodução

Fabíola do Nascimento, assessora do vereador Cel. Sobreira, de João Pessoa, está presa em Brasília após os atos de vandalismo e depredação aos prédios dos Três Poderes no último domingo (08). A informação foi obtida com exclusividade pelo ClickPB nesta quinta-feira (12).

Conforme o ClickPB apurou, Fabíola atua como assessora parlamentar em gabinete de vereador Cel Sobreira de João Pessoa desde o dia 1º de janeiro de 2021. Seu rendimento mensal, de acordo com informações do Sagres, é de R$ 1.700.

O nome de Fabíola consta em lista obtida com exclusividade pelo ClickPB após os desdobramentos da última semana. Há relatos de vários paraibanos detidos em todo o decorrer da semana. Alguns já foram liberados e outros seguem aguardando o desenrolar do processo.

As prisões aconteceram após atos de vandalismo e depredação do patrimônio público considerado, inicialmente, como terrorismo pelos órgãos judiciais.

Confira a lista dos paraibanos que estavam presos em Brasília, até o dia 12 de janeiro de 2023:

COMPARTILHE

Bombando em Política

1

Política

Secretário diz que salários de servidores de Campina Grande será pago ainda hoje após assinatura de acórdão

2

Política

Novas pesquisas de intenções de voto para Prefeitura de João Pessoa são registradas no TRE; saiba quando devem ser divulgadas

3

Política

Ex-prefeito de Teixeira “Nego de Guri” aparece três vezes na lista dos inelegíveis do TCE e já pode pedir música no Fantástico

4

Política

“Governador está emparedado pelos aliados”, analisa Cabo Gilberto após troca de secretários no Governo João

5

Política

Mulher vítima de estupro pode ter pena maior que estuprador em caso de aborto, segundo projeto