Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Arremate

Fernando Collor é alvo de operação da Polícia Federal

A operação, batizada como Arremate, é realizada nesta sexta-feira (11) em Maceió e Curitiba.

Os investigadores apontam que Collor estaria envolvido em um esquema no arremate de imóveis em 2010, 2011, 2012 e 2016. (Foto: Reprodução)

Por

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O ex-presidente da República e atual senador Fernando Collor (PROS-AL) é alvo de uma operação da PF (Polícia Federal). A operação, batizada como Arremate, é realizada nesta sexta-feira (11) em Maceió e Curitiba.

No total, foram expedidos 16 mandados de busca e apreensão nas capitais de Alagoas e do Paraná. Eles foram autorizados pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

O objetivo da operação, segundo a PF, é "combater um esquema de lavagem de capitais por meio de compras de imóveis" em leilões judiciais. Os investigadores apontam que Collor estaria envolvido em um esquema no arremate de imóveis em 2010, 2011, 2012 e 2016. 

A PF aponta que o político utilizaria um "laranja" com a proposta de "ocultar a sua participação como beneficiário final das operações".

"Essas compras serviriam para ocultar e dissimular a utilização de recursos de origem ilícita, bem como viabilizar a ocultação patrimonial dos bens e convertê-los em ativos lícitos", diz a PF.

Os valores envolvidos no esquema chegariam a R$ 6 milhões, segundo as investigações.

A reportagem ainda não conseguiu contato com a defesa de Collor. Procurado, o gabinete do senador disse que o político irá se manifestar pelas redes sociais, o que não aconteceu até o momento.

Os crimes apurados, de acordo com a PF, são os de lavagem de ativos, corrupção ativa, corrupção passiva, peculato, falsificações e organização criminosa.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

‘Eu vou lá lembrar de homem?’, responde Bolsonaro após Cabo Gilberto perguntar se presidente lembra dele

Empresário e engenheiro alvos da Operação Recidiva não foram localizados e seguem foragidos

Associação dos Magistrados declara indignação contra ataques sofridos por juíza após suspensão da lei do estacionamento

Mouzalas defende que decisão de juíza sobre estacionamento é correta e diz que Wilson Filho comete equívoco em representação no CNJ