Oposição

George Morais entra com ação contra secretárias do Estado que faltaram a convocação na Assembleia

George Morais apresentou representação contra as secretárias executivas de Estado da Educação, Pollyanna Loreto e Maria Elizabete de Araújo, por não terem comparecido à convocação da ALPB para prestar esclarecimentos sobre a atuação da pasta.

Secretária, Pollyanna Loreto

Pollyanna Loreto (Foto: Reprodução/Redes sociais)

O deputado estadual George Morais apresentou representação contra as secretárias executivas de Estado da Educação, Pollyanna Loreto e Maria Elizabete de Araújo, por não terem comparecido à convocação da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) para prestar esclarecimentos sobre a atuação da pasta. A informação foi divulgada pelo próprio parlamentar em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta segunda-feira (20).

George disse que, “na última quarta-feira (15), a bancada de oposição, através do seu líder deputado George Morais, apresentou representação contra as secretárias executivas por entendermos que houve crime de responsabilidade em razão da ausência injustificada, não plausível, às convocações.”

Segundo o deputado, “uma delas, a senhora Pollyanna Loreto, quando já havia sido intimada, inclusive houve a publicação no Diário Oficial do Poder Legislativo, que torna públicos os atos e então oficializa, já havia sido intimada pessoalmente e eletronicamente, além do Diário Oficial, e, na véspera da convocação, emitiu um bilhete aéreo para comparecimento em um evento no município de São Paulo. Então isso mostra uma fuga deliberada”, detalhou ele ao Arapuan Verdade, como apurou o ClickPB.

“A segunda, a senhora Maria Elizabete, ela não compareceu sob a justificativa de que foi aprovado aquele famoso ‘requerimento jabuti’. Para os ouvintes entenderem, o ‘jabuti’ é o apelido que se dá àquele requerimento que diz ‘nada com nada’, acrescentou o líder da oposição na Assembleia.

George Morais lembra que “o mais importante é que esses gestores possam comparecer na Assembleia Legislativa. E eu vejo que essa pressão positiva feita oposição gerou resultados concretos. Ou vocês acham que, depois de cinco anos e meio do governo João Azevêdo, o PCCR [Plano de Cargos, Carreira e Remuneração] que chegou lá na Assembleia caiu magicamente do céu ou algo tem a ver com essa convocação? Claro, méritos para o sindicato e os professores, mas eu fico feliz em ter contribuído também.”

Ele criticou o secretário titular da Educação do Estado, Edvaldo de Souza. “Eu acho que, na última semana, pelo menos o que escutei nas rádios, eu acho que o secretário falou nas rádios e blogs, em 72h, mais do que em um ano e quatro meses da sua gestão a frente da Secretaria de Educação.”

George pontuou que “esse meu requerimento foi apresentado em fevereiro, quando houve uma paralisação dos professores por 48h na rede estadual. Então ele tem um contexto de que ali, na convocação, nós iríamos cobrar providências.”

Confira também

 

 

COMPARTILHE

Bombando em Política

1

Política

Polícia Federal vai abrir investigação sobre supostas irregularidades no leilão do arroz

2

Política

Assembleia aprova projeto da LDO 2025; deputados entram em recesso e só voltam a trabalhar em agosto

3

Política

Tribunal de Contas de União aprova contas do governo Lula em 2023, mas aponta ressalvas

4

Política

Lula defende exploração de petróleo na margem equatorial: “não vamos jogar fora oportunidade de fazer país crescer”

5

Política

CCJ da Assembleia aprova PEC que dá permissão aos conselheiros do Tribunal de Contas para assumir cargo de prefeito