Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Pandemia

Governo pode manter general na Saúde por tempo indeterminado

Bolsonaro disse a aliados que Pazuello pode ficar no cargo, para evitar desgastes.

Políticos do centrão próximos ao governo também vêm aconselhando Bolsonaro a manter Pazuello na pasta pelo período da pandemia. (Foto: reprodução)

Por

 O presidente Jair Bolsonaro disse a pessoas próximas que pode manter no Ministério da Saúde o interino Eduardo Pazuello, general da ativa do Exército, até o fim da situação de emergência da pandemia do coronavírus. O objetivo é evitar o desgaste de nomear alguém que não faça parte do seu círculo de confiança.

Pazuello assumiu como ministro interino no último sábado, após o ex-ministro
Nelson Teich pedir demissão na sexta-feira. Nesta terça-feira, ele nomeou nove
militares para postos do Ministério da Saúde. Além de nomeações para
assessoramento do ministro, os militares ocuparam cargos na área de finanças
do Fundo Nacional de Saúde, e na área de avaliação do Sistema Único de Saúde
(SUS).

O ministro interino afirmou a interlocutores que não será efetivado, porque isso
seria uma quebra da hierarquia militar. Pazuello é general de divisão, chamado
três estrelas, abaixo na hierarquia no caso do Comandante do Exército que é
quatro estrelas e também dos generais da reserva que ocupam espaços no
Palácio do Planalto. Em respeito a essa lógica, tem dito que deve permanecer
como interino.

Políticos do centrão próximos ao governo também vêm aconselhando Bolsonaro
a manter Pazuello na pasta pelo período da pandemia. O argumento é que, por
ser um militar, Pazuello seguiria as ordens impostas por Bolsonaro sem
questionamentos, ao contrário de um médico, como foram os dois ministros
anteriores

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Ministério Público da Paraíba pede impugnação da candidatura de Ricardo Coutinho a prefeito de João Pessoa

Comícios, carreatas, motorreatas e eventos de grande porte estão proibidos em Campina Grande; situação será reavaliada a cada 15 dias

Jurídico do PT diz que já esperava pedido de impugnação, prepara defesa e destaca que campanha de Anísio Maia segue legislação

Juiz proíbe atos de rua, fogos de artifício e visitas a moradores em grupo de risco para Covid-19 em cinco municípios do Vale do Piancó