Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Ingratidão

Hervázio rebate Ricardo e diz que ex-governador faz provocações para “sair como vítima”

Para Hervázio, esta é uma briga totalmente desnecessária. Ele classifica o fato como “um processo muito complicado, muito doloroso, que machuca todos nós”.

Hervázio ainda declarou que tem a “consciência absolutamente tranquila” (Foto: Walla Santos)

Por

Depois de ser taxado como ingrato pelo ex-governador Ricardo Coutinho, Hervázio comentou que “ele quer nos provocar para sair como vítima”. Em entrevista ao ClickPB nesta quinta-feira (12), Hervázio considera que o episódio de crise interna do diretório estadual do PSB como triste e lamentável.

Hervázio ainda declarou que tem a “consciência absolutamente tranquila”. “Eu não tenho a consciência pesada porque não traí ninguém, não provoquei rompimento, não contribuí com racha e votei no candidato que Ricardo apontou”, relatou o atual secretário da Juventude, Esporte e Lazer do Estado da Paraíba.

Além disso, Hervázio confirmou que “lhe devo muitos favores. Agora, eu não posso pegar toda uma vida pública e entrar num processo esdrúxulo e altamente complicado”. Em entrevista, o ex-governador Ricardo Coutinho lamentou as posturas adotadas por integrantes do PSB contrários à sua posição de presidente da legenda na Paraíba. Ricardo declarou que “a ingratidão infelizmente é um sentimento meio que permanente no exercício da história da humanidade”.

Mesmo assumindo que deve favores ao ex-governador, Hervázio ainda afirma que “eu dei a minha contribuição também. Renunciei ao mandato, me doei de corpo e alma nas eleições do Governo”.

Do ponto de vista de Hervázio, o ex-governador Ricardo Coutinho não teria encontrado nenhuma resistência caso demonstrasse a vontade de assumir a presidência do PSB no Estado. “Ricardo teria o apoio de cada um de nós para ser o que ele quisesse dentro do partido, partido que ele nunca deixou de comandar. O presidente de fato era Ricardo porque tudo o que Edvaldo fazia era combinado com ele”, revelou.

Para Hervázio, esta é uma briga totalmente desnecessária. Ele classifica o fato como “um processo muito complicado, muito doloroso, que machuca todos nós”. No entanto, reforça que já demonstrou o seu posicionamento ao assinar carta emitida pelo governador João Azevêdo, negando aceitar a instituição da comissão provisória determinada pela executiva nacional do PSB.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Empresários marcavam encontros para partilha dos valores desviados através de grupo no WhatsApp, aponta PF

Bolsonaro nega ‘lista negra’ com traidores do PSL e cobra transparência no partido

Julian processará advogado após acusação de venda do diretório do PSL: "o preço você vai pagar na Justiça"

Tovar diz que achou correto Estela se pronunciar sobre Operação Calvário e que ainda é prematuro avaliar denúncia