Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Até fevereiro

João Azevêdo anuncia que Secretaria da Saúde vai encerrar todos os contratos com Organizações Sociais

Já no próximo dia 28 de fevereiro deverá ser encerrado o contrato com o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa.

A expectativa do governador é que a Assembleia Legislativa da Paraíba aprove até fevereiro a criação da PB Saúde (Foto: Reprodução)

Por

O governador João Azevêdo concedeu entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (23) no Palácio da Redenção, em João Pessoa, após os recentes desdobramentos da Operação Calvário. Na oportunidade, ele anunciou que a Secretaria de Saúde do Estado da Paraíba irá encerrar todos os contratos com Organizações Sociais até o mês de fevereiro, de acordo com cronograma já feito.

Já no próximo dia 28 de fevereiro deverá ser encerrado o contrato com o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa. A Secretaria de Saúde deverá assumir a gestão do hospital.

A expectativa do governador é que a Assembleia Legislativa da Paraíba aprove até fevereiro a criação da PB Saúde. Assim que os deputados aprovarem a criação da empresa, ela deverá gerir as unidades de saúde no Estado.

Ele apontou ainda que a proposta de acabar com os contratos com as Organizações Sociais "tem como objetivo resolver dois problemas, a questão das OS’s e a questão dos codificados".

Apesar da decisão de encerrar os contratos do Estado com as Organizações Sociais, João Azevêdo enfatizou que "não é o modelo de OS que não funciona. No caso da Paraíba, se teve problemas seríssimos à forma de se trabalhar com OS. Entretanto, como esse modelo aqui se apresentou ineficiente, não trouxe os resultados esperados pela população, nós tivemos que tomar providências".

A coletiva de imprensa convocada pelo governador João Azevêdo aconteceu na manhã desta segunda-feira para enfatizar as ações que vêm sendo tomadas desde o início das investigações da Operação Calvário, sobre irregularidades na gestão da saúde na Paraíba. Os secretários de Estado acompanharam o governador durante a coletiva, no Palácio da Redenção.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Governo do Estado e Famup lamentam morte do ex-prefeito de Santa Rita, Marcus Odilon

Damares diz que governo tem como prioridade proteger o direito à vida

João Azevêdo afirma que há conotação política no movimento da Polícia Militar

Desembargador José Ricardo Porto assume presidência do TRE-PB próximo dia 9 de março