Nesta segunda

João Azevêdo chama pedido de impeachment de excrescência e diz que não há ‘substância jurídica’

O governador disse que não se preocupa com o processo, que ele não tem dúvidas de que será arquivado.

joão azevêdo

Governador disse que não está preocupado — Foto:Walla Santos/Click PB

“Aquilo é uma excrescência”. Foi o que disse o governador João Azevêdo sobre o pedido de impeachment dele e da vice-governadora Lígia Feliciano, de autoria do deputado estadual Wallber Virgolino. O comentário foi feito na manhã desta segunda-feira (10), durante a cerimônia de abertura do letivo da rede estadual de ensino.

Segundo ele, o pedido é “desprovido de qualquer substância jurídica”. “Primeiro que não se pede impeachment de duas pessoas ao mesmo tempo. Segundo que para haver impeachment é preciso que haja crime de responsabilidade, o que evidentemente não há”, explicou.

Por esses motivos, o governador disse que não se preocupa com o processo, que ele não tem dúvidas de que será arquivado. 

João Azevêdo voltou a dizer que o pedido faz parte do processo democrático e que, em ano de eleições, muita gente vai querer fazer palanque.

COMPARTILHE

Bombando em Política

1

Política

Hugo Motta careca? Deputado surpreende e surge de “cabelo raspadinho”; saiba o motivo

2

Política

STF inicia discussão sobre pensão para filha trans de militar

3

Política

Ao lado de Bolsonaro, Walber Virgolino oficializa pré-candidatura à Prefeitura de Cabedelo: “devidamente lançada”

4

Política

Bolsonaro percorre ruas de Cabedelo em carro aberto e visita mercado municipal

5

Política

VÍDEO: Bolsonaro recebe títulos de cidadão paraibano e cidadão pessoense em sessão na Assembleia Legislativa