Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Pré-candidato

João Azevedo diz estar "firme e forte" para 2018 e que PMJP esqueceu o que é fazer obra com recursos próprios

João Azevedo disse que é natural sua presença nas inaugurações de obras no Estado, em função da sua função na administração

"Meu nome tá posto, meu nome foi colocado à disposição do partido para uma eventual disputa", disse João Azevedo (Foto: Walla Santos)

Por

O secretário de Estado dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia, João Azevedo, confirmou, nesta segunda-feira (04), sua pré-candidatura, "firme e forte", ao Governo do Estado, nas eleições de 2018, durante entrevista ao programa Primeiro Jornal, da Band News. "Meu nome tá posto, meu nome foi colocado à disposição do partido para uma eventual disputa", disse João Azevedo, condicionando à decisão do partido e do povo paraibano. "Se esse for o entendimento do partido, nós vamos à luta, sim, no próximo ano", assegurou. 

João Azevedo disse que é natural sua presença nas inaugurações de obras no Estado, em função da sua função na administração. Segundo ele, a prioridade do PSB é o desenvolvimento da Paraíba e por isso a legenda tem se reunido nas regiões do Estado para construir o projeto para 2018.

Nascido em João Pessoa, no bairro de Cruz das Armas, João Azevedo sentiu-se à vontade para criticar a atual gestão municipal. Disse que a cidade de João Pessoa "esqueceu" o que são recursos próprios, porque não tem nenhuma obra feita com recursos próprios na Capital. "E olha que o orçamento da Prefeitura é de R$ 2,5 bilhões para uma única cidade, enquanto que o orçamento do Estado é de R$ 10 bilhões para todo o Estado", comparou, afirmando que ainda assim, o estado da Paraíba realiza investimentos com recursos próprios e é o segundo estado do Brasil em infraestrutura, só perdendo para São Paulo.  

João Azevedo também fez críticas à gestão de Campina Grande. Descartou qualquer possibilidade de municipalização da água em Campina Grande. "Na verdade, o que está por trás disso é o interesse de privatizar o sistema. A água que abastece Campina Grande não está em Campina Grande, está em Boqueirão. A água de Campina não é tratada em Campina, é tratada na estação de Gravatá, que também fica no município de Boqueirão", explicou João Azevedo, frisando que a rede pertence à Cagepa. O secretário explicou, ainda, que há municípios pequenos em que não se sustentam, em que a arrecadação não cobre o custo. As arrecadações de João Pessoa e Campina Grande é que contribuem para a manutenção das pequenas cidades, disse João. João Azevedo disse que a Cagepa adquiriu capacidade de investimentos e no balanço de junho apresentou superábit. 

Acompanhe mais notícias do ClickPB nas redes sociais:
 FacebookTwitterYoutube e Instagram
Entre em contato com a redação do ClickPB: 
Telefone: (83) 99624-4847
WhatsApp: (83) 99624-4847
E-mail: redacao@clickpb.com.br

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Juiz nega suspensão e mantém análise sobre anulação da eleição na Câmara de Marizópolis

Procuradoria jurídica da ALPB recomenda arquivamento do pedido de impeachment de João Azevêdo

Ministra Laurita Vaz concede habeas corpus a Gilberto Carneiro, preso na Operação Calvário

Ministra do STJ concede habeas corpus e manda soltar Coriolano Coutinho