Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Em entrevista

Julian critica 'cabide' de empregos na gestão de Romero e diz: "a coisa está muito torta em Campina Grande"

O parlamentar que se diz amigo pessoal do presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse ainda que ninguém encontra membro de sua família como favorecido com emprego em Campina Grande.

Julian, ao comentar sobre sua relação com Romero Rodrigues disse que nunca foi próximo do prefeito campinense. (Foto: Divulgação)

Por

O deputado federal Julian Lemos (PSL) criticou a gestão do prefeito Romero Rodrigues (PSD) e disse que "a coisa está muito torta em Campina Grande". A declaração foi dada em entrevista ao Arapuan Verdade, da rádio Arapuan FM, nesta segunda-feira (7).

Julian, ao comentar sobre sua relação com Romero Rodrigues disse que nunca foi próximo do prefeito campinense e completou. "A coisa está muito torta em Campina Grande. 248 cargos... O prefeito disse que é coisa antiga da gestão. Eu perguntei: porque não mudou?"

O parlamentar que se diz amigo pessoal do presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse ainda que ninguém encontra membro de sua família como favorecido com emprego em Campina Grande. "Esse 'cabide' de emprego não serve para mim. Acha aí alguém da minha família."

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Cícero Lucena autoriza pavimentação e drenagem de ruas em João Pessoa

Bolsonaro vai a lanchaciata de jet-ski em Brasília e nega golpismo de apoiadores

Aliado de Renan e Lula vence eleição indireta e será novo governador de Alagoas

Fernando Henrique Cardoso sai em defesa de Doria em meio à crise no PSDB