Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Calvário

Justiça determina prisão de Ricardo Coutinho, Estela, Márcia Lucena e mais 13 pessoas

A decisão judicial é referente à nova fase da Operação Calvário, que foi deflagrada na manhã desta terça-feira (17) pela Polícia Federal, Controladoria Geral da União e Gaeco.

A casa do ex-governador Ricardo Coutinho é um dos alvos da Operação Calvário deflagrada hoje (Foto: Reprodução)

Por

Uma decisão judicial do desembargador Ricardo Vital, do Tribunal de Justiça da Paraíba, determinou a execução da prisão preventiva do ex-governador Ricardo Coutinho. A decisão judicial é referente à nova fase da Operação Calvário, que foi deflagrada na manhã desta terça-feira (17) pela Polícia Federal, Controladoria Geral da União e Gaeco.

Além disso, também foi determinada a prisão preventiva da deputada estadual Estela Bezerra. A prefeita de Conde, Márcia Lucena é outro alvo dos mandados de prisão preventiva. A ex-secretária de saúde do Estado, Cláudia Veras, assim como o ex-procurador Gilberto Carneiro, também são alvos dos mandados de prisão. Waldson Dias de Souza, ex-secretário de Ricardo Coutinho, também é outro alvo.

De acordo com informações de Severino Queiroz, chefe da Controladoria Geral da União (CGU) na Paraíba, ao ClickPB, as equipes estão nas ruas com objetivo de cumprir as prisões.

O irmão de Ricardo Coutinho, Coriolano Coutinho, é outro alvo dos mandados de prisão. Além destes já citados, também tiveram sua prisão preventiva expedida: Bruno Miguel Teixeira de Avelar Pereira Caldas, José Arthur Viana Teixeira, Breno Dornelles Pahim Neto, Francisco das Chagas Ferreira, Denise Krummenauer Pahim, David Clemente Monteiro Correia, Márcio Nogueira Vignoli, Valdemar Ábila, Vladimir dos Santos Neiva e Hilário Ananias Queiroz Nogueira.

Ainda de acordo com o mandado expedido pelo desembargador Ricardo Vital, as pessoas que tiverem direito à uma prisão diferenciada serão conduzidas para a ala especial da Penitenciária Juiz Hitler Pereira Cantalice. Já os que não têm esse direito, serão conduzidos até o Presídio Desembargador Floscolo da Nóbrega, o Presídio do Róger.

Já as mulheres alvos dos mandados de prisão deverão ser acomodadas na Penitenciária Júlia Maranhão. As mulheres que precisarem de acomodação especial deverão ser conduzidas até a 6ª Companhia Independente da Polícia Militar em Cabedelo.

De acordo com a CGU, além dos mandados de prisão preventiva, também deverão ser cumpridos 45 mandados de busca e apreensão nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo, Bananeiras, Taperoá, na Paraíba, Goiânia, em Goiás, Parnamirim e Natal, no Rio Grande do Norte, Curitiba, no Paraná e Niterói, no Rio de Janeiro.


Veja a lista dos mandados de prisão deferidos:


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

PEC da 2ª instância no Congresso livra ex-presidente Lula, mas ameaça senador Flávio Bolsonaro

CGU detecta 49 servidores da Câmara de Campina Grande como recebedores ilegais do auxílio emergencial e CMCG notifica envolvidos

Supremo Tribunal Federal nega pedido e Berg Lima continua afastado da prefeitura de Bayeux

Vereador Aldo Cabral é recebido fora do hospital pela família após vencer a Covid-19 e receber alta