Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Eleições 2020

Justiça Eleitoral indefere registros dos dois únicos candidatos a prefeito de Cachoeira dos Índios

Uma candidata a vereadora também teve o registro indeferido por vínculo matrimonial com o prefeito da cidade.

Candidatos a prefeitos de cachoeira dos Índios estão com registros indeferidos? (Foto: Reprodução)

Por

Os dois únicos candidatos a prefeito de Cachoeira dos Índíos, no Sertão da Paraíba, tiveram os registros indeferidos pela Justiça Eleitoral nas eleições municipais de 2020. Um deles, Allan Seixas, já é prefeito da cidade e concorre à reeleição. Uma candidata a vereadora também teve o registro indeferido por vínculo matrimonial com o prefeito da cidade. Trata-se de Mabel Gonçalves de Sousa Seixas, ex-esposa dele.

Allan Seixas (PSB) concorre pela coligação "PELA SAÚDE E BEM-ESTAR DE TODOS",  e Têta (PP) pela "CACHOEIRA PODE MAIS", que foi indeferido pela lei da 'Ficha Limpa'. 

No caso da candidata da vereadora, que concorria pela mesma coligação do ex-marido, a juíza eleitoral Dayse maria Pinheiro Mota, entendeu que a "separação de fato da impugnada ocorreu no curso do mandato de prefeito do ex-cônjuge, conforme afirmado por ela, persistindo a causa de inelegibilidade reflexa, em razão do vínculo de parentesco pelo matrimônio, situação que a impede concorrer a eleição para o cargo de vereador (a) no mesmo município, a não ser que ele tivesse se afastado do cargo 06 (seis) meses antes da eleição, mas não é o caso".

Além da impugnação, a Justiça Eleitoral ainda determinou que ela devolvesse "os valores do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, que porventura tenham sido transferidos para a sua conta de campanha".

Conforme informações acessadas pelo ClickPB, Allan Seixas foi eleito vice-prefeito da cidade nas eleições de 2012, com mandato previsto para ocorrer de 2013 a 2016. Em 2016, ele assumiu a prefeitura depois que a justiça decidiu afastar o prefeito Francisco Ricarte Dantas. No mesmo ano, ele concorreu ao cargo de prefeito e foi eleito e agora concorre à reeleição. A coligação afirma que isso configuraria um terceiro mandato.

Confira os registros indeferidos


Candidata a vereadora com registro indeferido


Leia mais:

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Assembleia aprova, por unanimidade, projeto de lei que autoriza Governo da Paraíba comprar vacina contra a covid-19

Governadores divulgam carta afirmando que Bolsonaro publicou dados distorcidos sobre verbas na pandemia

João Azevêdo desmente Bolsonaro após presidente afirmar que enviou R$ 21 bilhões para combate à pandemia na Paraíba

Senadores querem CPI e impeachment de Bolsonaro