Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Vice-governadora

Lígia Feliciano diz que PDT nacional permitiu diálogo com todos os partidos e quer montar palanque duplo para Ciro e Lula na Paraíba

Segundo Lígia Feliciano, "Lula e Ciro são dois grandes nomes, que tiveram juntos na transposição do São Francisco. Então eu sonho no maior número possível de apoios para essa coligação."

Lígia explicou se candidatar pelo PDT, mesmo em diálogo com outros partidos. "Eu sou do PDT, inclusive sou vice-presidente nacional do PDT. Serei candidata pelo meu partido, o PDT." (Foto: Clilson Júnior)

Por

Após ser cobrada pela militância do PDT por estar longe de Ciro Gomes e em alinhamento com Lula, pré-candidato a presidente pelo PT, Lígia Feliciano disse que o PDT nacional permitiu o diálogo com todos os partidos. Em entrevista ao programa Arapuan Verdade desta quarta-feira (19), a vice-governadora também revelou ter vontade, como pré-candidata a governadora, de montar 'palanque duplo' para Ciro e Lula na Paraíba.

"Acho interessante porque o PDT é um partido aberto. Tivemos várias discussões, a Executiva Estadual se reuniu, se definiu, a Nacional, o presidente [Carlos] Lupi veio várias vezes aqui, deu entrevistas, nesse encaminhamento de candidatura própria, deixando abertura para a gente dialogar com todos os partidos. E eu vejo como um ponto da democracia", disse a vice-governadora, conforme apurou o ClickPB, sobre a carta dos filiados do PDT que a cobraram por apoio a Ciro Gomes.

Ainda segundo Lígia Feliciano, em relação a Lula e Ciro, "eu sonho pela união e não pela divisão. Lula e Ciro são dois grandes nomes nordestinos, que tiveram juntos na transposição do Rio São Francisco, que salvou a Paraíba num momento mais crítico. Então eu sonho no maior número possível de apoios para essa coligação. Então eu vou até o fim."

Sobre por qual partido será candidata a governadora, Lígia explicou se candidatar pelo PDT, mesmo em diálogo com outros partidos. "Eu sou do PDT, inclusive sou vice-presidente nacional do PDT. Serei candidata pelo meu partido, o PDT. O que está acontecendo são diálogos, conversas, encaminhamentos. E não é só aqui. Veja o exemplo do Ceará: lá o governador Camilo é do PT e aliado de Ciro Gomes, do PDT."

Em relação à possibilidade de Ricardo Coutinho ser candidato a senador por sua chapa, a vice-governadora disse que "é uma possibilidade. Eu tenho dialogado com o PT e o partido tem colocado Ricardo Coutinho como um pré-candidato a senador. Eu fui vice-governadora dele durante quatro anos e esse projeto do qual eu fiz parte foi que elegeu o governador João Azevêdo e eu estive perto para contribuir com a continuidade desse projeto."

Lígia também negou haver rompimento com o governador João Azevêdo. "Não sou de romper, de brigar, sou de defender ideias."

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Cícero Lucena é cortejado para assumir PDT na Paraíba e filiação do prefeito será discutida em reunião, diz presidente

Efraim Filho diz que recebeu emissários do Republicanos com pedidos para que volte à base, mas não garante que irá atender pleito de aliados

Nude: vereador Cipó, de Ingá, vaza foto íntima em grupo de WhatsApp e diz que foi alvo de brincadeira 'dos meninos'

Grupo de vereadores denuncia prejuízo ao debate da LDO com prédio da Câmara de Santa Rita interditado para obra com licitação de R$ 1,3 milhão