Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Operação Calvário

Livânia diz em delação que entregou quase R$ 2 milhões de propina a Ricardo Coutinho

O Gaeco do MPPB, Polícia Federal e Controladoria Geral da União deflagraram a sétima fase da operação nesta semana, e prenderam o ex-governador Ricardo Coutinho.

Livânia Farias em depoimento à Operação Calvário. (Foto: Reprodução/TV Globo)

Por

O Fantástico mostrou delação de Livânia Farias, ex-secretária de Administração da Paraíba, que disse de forma direta: "Entreguei R$ 800 mil ao governador Ricardo Coutinho. Entreguei R$ 1 milhão também ao governador Ricardo Coutinho." Ricardo foi preso na Operação Calvário, na sexta-feira (20), e liberado ontem (21), por decisão do STJ.

O Fantástico também mostrou que o empresário Daniel Gomes acusou, em delação, que o ex-governador Ricardo Coutinho lidera a organização criminosa apontada, em denúncia da Operação Calvário, como responsável pelos desvios de R$ 134 milhões da Saúde e da Educação do Governo da Paraíba. "Ricardo é o líder, indiscutivelmente", disse Daniel Gomes.

Daniel gravou Ricardo Coutinho desde 2010, segundo apontou a reportagem do Fantástico, da Rede Globo. O esquema de corrupção começou nas eleições de 2010, segundo informado pelo empresário Daniel Gomes.

O advogado de Ricardo Coutinho, Eduardo Cavalcanti, argumentou: "A gente não pode concluir que uma conversa gravada há tantos anos, por exemplo, aquilo ali implique necessariamente num ato de corrupção. Até porque são valores estratosféricos. O ex-governador não tem patrimônio."

Operação Calvário

O Gaeco do Ministério Público da Paraíba, Polícia Federal e Controladoria Geral da União deflagraram a sétima fase da operação nesta semana, na terça-feira (17), e prenderam o ex-governador Ricardo Coutinho, na sexta-feira (20). Diversos auxiliares da gestão de RC, como a então secretária e agora prefeita de Conde, Márcia Lucena, também foram presos. Gilberto Carneiro, Waldson de Souza, Estela Bezerra, Cláudia Veras são alguns dos detidos.

Ricardo, Cláudia e Márcia foram alguns dos libertados após terem pedidos de habeas corpus aceitos no Superior Tribunal de Justiça (STJ) pelo ministro Napoleão Nunes Maia, nesse sábado (21). Eles foram liberados ainda ontem.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Atentado ao candidato à prefeito de João Pessoa, Nilvan Ferreira, está sendo investigado, afirma delegado Geral da Polícia Civil

Paraíba tem 12.310 registros de candidaturas para eleições municipais de 2020; confira os perfis

Carro de candidato a prefeito no Ceará é alvejado a tiros e polícia investiga suposto atentado

Nilvan Ferreira sofre atentado em bandeiraço na orla marítima de João Pessoa