Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

''Evento pequeno''

Na CPI da Covid, Marcelo Queiroga defende realização da Copa América no Brasil

O ministro afirmou que não vê motivo para não realizar a Copa, e disse que não há evidência de risco adicional.

Ministro da Saúde depõe pela segunda vez na CPI da Covid (Foto: Reprodução)

Por

Em depoimento na CPI da Covid, na manhã desta terça-feira (8), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, defendeu a realização da Copa América no Brasil e afirmou se tratar de um evento pequeno. ''Não é evento de grandes proporções, é um evento pequeno, com número pequeno de pessoas, não é uma olimpíada'', disse.

De acordo com o ministro, não há evidências de que a realização dos jogos causaria algum risco adicional de contaminação pela Covid-19. ''Não vejo, do ponto de vista epidemiológico, motivo para não realizar a Copa'', afirmou.

Segundo Queiroga, o evento envolve cerca de 650 pessoas, entre jogadores e equipe técnica. Os parlamentares ressaltaram, porém, que dois mil jornalistas já pediram credenciamento para cobrir o evento. ''Os jornalistas precisam seguir os mesmos protocolos'', respondeu o ministro.

Marcelo Queiroga lembrou que os eventos esportivos não estão proibidos e vêm acontecendo normalmente no Brasil. Ele citou o campeonato brasileiro e a Taça Libertadores. ''O Campeonato Brasileiro teve 102 jogos e apenas um contaminado'', disse.

Um dos parlamentares lembrou que o campeonato realizado no ano passado registrou 320 casos de covid-19, mas o ministro afirmou que apenas um caso se deu por transmissão em campo.

O ministro destacou ainda que os atletas devem ficar isolados em hotéis e que todos possuem seguros, de modo que se algum precisar de internação usará a rede privada de saúde. Os jogadores não estão vacinados.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Presidente nacional do PSB diz que portas estão abertas para retorno de João Azevêdo ao partido e que nunca teve problema com o governador

Sandra Marrocos deixa o PT e retorna ao PSB assumindo presidência do diretório Municipal com missão de reestruturar partido

Justiça cassa diplomas de vereadores e suplentes do PV de São José de Piranhas por descumprir quota de gênero nas eleições

Ex-prefeita de Patos, Francisca Motta, e mais sete acusados são inocentados em denúncia de fraude na locação de veículos