Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Eleições 2022

'A política pode desistir de mim', diz Datena dias depois de ser lançado candidato por Bolsonaro

"Já é difícil disputar uma eleição contra inimigos. Agora, contra fogo amigo também, não dá", diz ele. "Desse jeito, a política vai desistir de mim mais uma vez", afirma.

Datena estava presente e até discursou. Depois, eles posaram juntos para fotos, selando a aliança, que agora pode desandar. (Foto: Reprodução/Istoé)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Menos de uma semana depois de ser anunciado candidato ao Senado na chapa de Tarcísio de Freitas (Republicanos-SP) pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), o nome do apresentador José Luiz Datena (PSC-SP) ainda enfrenta resistências na coalizão bolsonarista.

Lideranças do Republicanos, a legenda que abriga Tarcísio, ainda torcem o nariz para a candidatura do apresentador, que já vinha sendo atacado por seguidores do presidente também nas redes sociais.

"É uma surpresa total", diz Datena sobre a reação a seu nome. "Se a coalizão de partidos que deveria me apoiar descarta uma indicação direta do próprio presidente da República, o que eu posso esperar?", segue o apresentador.

Ele afirma que também recebeu a informação de que sua candidatura estava sendo tratada como uma "incerteza" pelo Republicanos.

"Já é difícil disputar uma eleição contra inimigos. Agora, contra fogo amigo também, não dá", diz ele.

"Desse jeito, a política vai desistir de mim mais uma vez", afirma.

Em 2016, filiado ao PP, desistiu de tentar se tornar prefeito de São Paulo, quando Doria foi eleito em primeiro turno e derrotou o petista Fernando Haddad.

Em 2018, Datena desistiu então de disputar o Senado pelo DEM 12 dias após anunciar a pré-candidatura.

Em 2020, filiado ao MDB, seria o vice na chapa encabeçada por Bruno Covas (PSDB), que foi eleito prefeito de São Paulo no pleito. Mas acabou recuando.

Na sexta (13), Bolsonaro participou de um almoço secreto na casa de Paulo Skaf, ex-presidente da Fiesp, que reuniu empresários para conversarem com o presidente.
No meio de um discurso, ele anunciou que o apresentador da TV Bandeirantes seria candidato ao Senado em aliança com Tarcísio de Freitas.

Datena estava presente e até discursou. Depois, eles posaram juntos para fotos, selando a aliança, que agora pode desandar.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Presidente do TSE veta pronunciamento de Queiroga alegando desrespeito à legislação eleitoral

Candidatura de João Azevêdo a governador é divulgada em sistema do TSE

Enquete: ouvintes apontam João Azevêdo como candidato que venceu debate na TV Arapuan

Justiça Eleitoral já conta com 98 pedidos de registros de candidatura na Paraíba e recebe solicitações até o dia 15