Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Mudanças

Por conta da reforma eleitoral, número de partidos pode reduzir e chegar a 12, acredita governador da Paraíba

Total de partidos deve passar de 35 para 12 até o fim do ano.

Mudanças nas regras eleitorais podem trazer redução de partidos no Brasil. (Foto: Reprodução)

Por

A reforma que mira na redução dos partidos eleitorais deve reduzir o número de legendas. O governador da Paraíba João Azevêdo, disse nesta quarta-feira (22), que acredita que a quantidade total de partidos passe de 35 para 10 ou 12 até o fim deste ano. Siglas menores devem recorrer a fusão ou incorporação.

“Esse cenário de partidos que nós temos hoje, de mais de 35 partidos não teremos mais até o fim do ano por conta das exigências que nós vamos ter para essas eleições. Então, eu não tenho dúvida nenhuma, que na virada do ano nós vamos ter 10 ou 12 partidos. Os outros terão um processo de fusão, um processo de incorporação em busca da permanência da sobrevivência de muitos partidos, que pequenos não terão condições de montar chapa de acordo com as regras atuais”, frisou.

Questionado sobre o Cidadania, João Azevêdo destacou que ao se filiar a legenda assumiu o compromisso com o presidente da legenda nacional de fazer crescer o partido na Paraíba. Nas eleições de 2020 conseguiu eleger 45 prefeitos, 42 vices e 330 vereadores, obtendo o maior número de votos. 

“Eu me sinto extremamente confortável no Cidadania. É claro que qualquer processo de fusão ou de incorporação que possa ser pensado pelo Cidadania isso será discutido a nível nacional, desde a executiva nacional, e nós vamos ter aqui a possibilidade de também emitir a nossa opinião”, disse, como apurou o ClickPB.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

MDB: Raniery diz não questionar governador em possível aliança com Romero e espera que Veneziano permaneça no grupo

Hugo Motta reafirma apoio a João Azevêdo e quer que Republicanos sejam ouvidos para discussão da vice em 2022

Moacir Rodrigues, irmão de Romero, revela que aliança de ex-prefeito e João já é fato: "Um novo pacto político"

Viagem de João Azevêdo a Brasília alimenta possível encontro com Romero Rodrigues para formação de aliança nas eleições