Pregão

Prefeitura de Campina Grande terá que fazer nova licitação para contratar organizadora do São João

O contrato com a Aliança Comunicação, que seria a responsável por realizar o São João de 2019, foi cancelado pelo prefeito Romero Rodrigues após a deflagração da Operação Fantoche.

Prefeitura de Campina Grande terá que fazer nova licitação para contratar organizadora do São João

A seleção será feita de forma presencial quando serão analisadas as propostas das empresas — Foto:Reprodução

O pregão presencial para definir a nova empresa que irá organizar o São João de Campina Grande está marcado para o dia 14 de março, de acordo com aviso de licitação publicado no Diário Oficial. A seleção será feita de forma presencial quando serão analisadas as propostas das empresas.

O contrato com a Aliança Comunicação, que seria a responsável por realizar o São João de 2019, foi cancelado pelo prefeito Romero Rodrigues após a deflagração da Operação Fantoche. A Polícia Federal investiga contratos feitos pela empresa e alguns de seus sócios chegaram a ser presos no mês de fevereiro deste ano.

A rescisão do contrato com a Aliança Comunicação foi publicada na edição desta quarta-feira (27) do Diário Oficial. Segundo informações do Coordenador de Comunicação da Prefeitura de Campina Grande, Marcos Alfredo, “o modelo permanece e agora para consolidação desse modelo, é apenas o processo de seleção”. O modelo deverá continuar o mesmo, havendo somente a substituição da empresa contratada.

De acordo com o atual modelo de parceria público-privada adotada pela Prefeitura de Campina Grande durante o Maior São João do Mundo, a empresa contratada é a responsável por fazer a captação de patrocínios, além de receber as taxas dos barraqueiros e fazer a venda de camarotes. Cabe à Prefeitura de Campina Grande entrar como patrocinador máster do evento pagando um valor total de R$ 2,9 milhões.

“No modelo anterior, a empresa apenas captava os recursos e a prefeitura bancava a festa. Neste modelo a prefeitura tem um valor limitado. Todos os riscos ficam por conta da empresa”, explicou Marcos Alfredo.

COMPARTILHE

Bombando em Política

1

Política

Moraes mantém prisão de delegado acusado do assassinato de Marielle

2

Política

TCE-PB manda suspender todos os contratos milionários de shows do São João de Santa Rita

3

Política

Coronel Sobreira critica governo Lula após retorno do DPVAT: “desmanchando o que Bolsonaro fez”

4

Política

Jackson Macedo defende que Luiz Couto encerre vida política: “chegou a hora de descansar” 

5

Política

Inspeção do TCE constata 28 obras de creches paradas em municípios da Paraíba