Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Sessão

Protesto de juremeiros contra vereador de Alhandra por intolerância religiosa gera confusão e termina na delegacia

Uma representação contra fala intolerante foi feita na Polícia Civil.

Protesto aconteceu durante sessão ordina´ria na Câmara Municipal de Alhandra. (Foto: Reprodução)

Por

A sessão da Câmara Municipal de Alhandra, na Paraíba, foi movimentada na noite de segunda-feira (30). Representantes da Jurema Sagrada fizeram um protesto no local contra as declarações proferidas há pelo menos 15 dias pelo vereador Jeremias Santos (Progressistas) em que as falas tinham cunho de intolerância religiosa ao comparar as divindades e práticas da Jurema a forças malignas e demoníacas. 

De início a proposta dos juremeiros era ler uma carta de repúdio contra o parlamentar e que tinha sido combinado anteriormente com os vereadores. No entanto, foram repudiados e não puderam participar da sessão. Na tribuna, durante a sessão ordinária, o vereador Jeremias Santos perdeu o controle, chamou um dos representantes religiosos de ‘cafajeste’, ‘seboso’, mandou calar a boca e pediu ao presidente da Câmara Municipal para que retirasse o representante da religião do plenário. 

"Vá ter voto para vim para cá. me respeite. procure o seu lugar. Não me desafie aqui na tribuna. Deixe de ser atrevido. Recolha a sua insignificância", proferiu de maneira esbravejante durante o discurso.  Logo após, vários representantes fizeram o protesto e durante a saída, alguns tentaram conversar com o vereador mais não conseguiram. em vídeos publicados nas redes sociais, como apurou o ClickPB, o vereador é acusado de tentar atropelar algumas pessoas.

O caso foi parar na delegacia de Alhandra onde foi feita uma representação contra a fala intolerante praticada pelo vereador. O município de Alhandra conta com uma grande representação da prática religiosa da Jurema Sagrada, o que não tem sido aceito por parte de algumas pessoas. 

Confira o vídeo da sessão


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Lula vê Brasil encalacrado e cobra aliados na trincheira de sua campanha em 2022

'Jamais vou exigir o passaporte de vacina', diz Bolsonaro a apoiadores

Efraim Filho é cotado como possível candidato a vice-presidente de Sérgio Moro, revela colunista

Sem opções na oposição, PTB fecha questão e decide lançar Nilvan Ferreira como pré-candidato ao Governo da Paraíba