Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Racismo: é crescente e preocupante a onda de discriminação no Brasil

Solange Cavalcanti, coordenadora do Disque Racismo em João Pessoa, disse que só no ano de 2006, já foram registrados seis casos de racismo no futebol em todo o

Por

A luta do povo negro no Brasil vem de muito tempo, e em meio a leis e promessas, eles sofrem com a discriminação racial e acreditam que a lei da abolição dos escravos ainda não foi colocada em prática.

Em qualquer segmento da sociedade, o racismo é repugnante. O ato do racismo atinge pessoas iguais a todas as outras com apenas uma diferença sutil, a cor da pele. Diferença que deveria servir para demonstrar a riqueza da mistura de raças, no entanto, o fato de ser negro, acaba causando um certo desconforto e até mesmo discriminação, a qual vem aumentando cada dia mais.

Infelizmente, o racismo também atinge o esporte. Mais um caso no futebol ocorreu no último domingo (5), quando o zagueiro do Juventude, Antônio Carlos, fez um gesto de referência à cor ao ser tocado por um jogador negro. Antônio Carlos pediu desculpas, mas não foi suficiente para a sociedade.

Solange Cavalcanti, coordenadora do Disque Racismo em João Pessoa, disse em entrevista ao Clickpb, que só no ano de 2006, já foram registrados seis casos de racismo no futebol no Mundo. E acredita que há um descaso total por parte das autoridades. Ela disse ainda que é necessário seriedade na aplicação da lei, para assim ocorrer diminuição nos casos de racismo. “Há denúncia, mas infelizmente não há punição”, lamentou Solange.

A coordenadora informou que na segunda-feira (6), houve uma denúncia de uma mulher que foi humilhada e desprezada no meio de vinte pessoas. “A educação é o meio mais eficaz para mudarmos o quadro da questão racial”, finalizou.

Quem for vítima de discriminação, poderá informar em qualquer uma das entidades que se encontram em João Pessoa, entre elas o Disque Racismo na Paraíba, através do telefone (83) 3222-6671.


Valéria Sinésio
Clickpb

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Governador critica ex-aliados, diz que Reforma da Previdência é obrigação e que não será fantoche e demagogo

Luciano Cartaxo descarta aposentadoria, mas ainda não definiu pretensão de candidatura em 2022

Em mudança de postura, Bolsonaro fala em 'nosso STF' e elogia decisões recentes

Paraíba é um dos 18 estados com propostas de reforma da previdência tramitando; 6 já aprovaram