Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Família

Ricardo Coutinho é proibido de sair do país com o filho

Desde os últimos dias, são fortes os rumores de que Ricardo Coutinho deixaria o Brasil diante dos recentes desdobramentos da Operação Calvário.

Ricardo não pode viajar para o exterior com o filho (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)

Por

O ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho está proibido de deixar o país em companhia do filho, que teve com a ex-primeira-dama, Pâmela Bório. A decisão é do juiz da 1ª Vara da Família de João Pessoa, Antônio Amaral, no processo número 0002022-78.2019.815.2004.

De acordo com matéria publicada no blog de Suetoni Souto Maior, Ricardo Coutinho participará de eventos na Espanha, enquanto representante da Fundação João Mangabeira, ligada ao PSB. Pâmela Bório indicava perigo de não retorno do filho. 

A viagem ocorreria entre os dias 22 deste mês e 4 de novembro. Para a viagem, além do filho que teve com Pâmela, embarcariam a atual mulher do ex-governador, Amanda Rodrigues, e os dois filhos dela, enteados de Ricardo. A decisão do magistrado foi criticada pela advogada de Coutinho, Anna Carola Lopes Correia Lima.

Segundo ela, o juiz da Infância e Juventude, Adhailton Lacet Porto, tinha autorizado a viagem. Anna Carla informou que vai entrar com agravo ainda nesta quinta-feira (17) no Tribunal de Justiça. A advogada criticou os argumentos da ex-primeira-dama, que alegou risco de não retorno do ex-governador ao Estado.

Ns últimos dias, são fortes os rumores de que Ricardo Coutinho deixaria o Brasil diante dos recentes desdobramentos da Operação Calvário.

O deputado estadual Cabo Gilberto Silva (PSL), informou à imprensa que, diante das revelações trazidas à tona pela Operação, irá solicitar à justiça a retenção dos passaportes do ex-governador.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Reforma do Tribunal de Justiça deve começar em fevereiro e primeira etapa vai custar R$ 2,3 milhões

Com incerteza sobre viabilidade, Bolsonaro lança partido com forte apelo religioso

MBL pede impeachment de Toffoli ao Senado

Fernando Pimentel, do PT, é condenado a 10 anos de prisão por tráfico de influência e lavagem