Gasto

Prefeitura de Santa Rita vai torrar R$ 300 mil com show de Saia Rodada

Prefeitura de Santa Rita também já divulgou contratos com valores altos na contratação de outros artistas.

Saia Rodada, Raí, Santa Rita

Saia rodada vai se apresentar no dia 6 de julho (Foto: divulgação)

A Prefeitura de Santa Rita vai torrar R$ 300 mil com show da banda Saia Rodada. A apresentação vai acontecer no dia 6 de julho e faz parte da programação do São João. Como visto pelo ClickPB, a ratificação e adjudicação da licitação foi assinada no dia 29 de abril.

Além do gasto com Saia Rodada, a Prefeitura também já divulgou contratos com valores altos na contratação de outros artistas: Confira abaixo:

Prefeitura de Santa Rita vai desembolsar R$ 150 mil com show da banda Fulô de Mandacaru

Prefeitura de Santa Rita vai desembolsar R$ 120 mil com show da banda Bonde do Brasil

Prefeitura de Santa Rita gasta R$ 200 mil com show de Mara Pavanelly

Prefeitura de Santa Rita desembolsa mais de R$ 150 mil com show de Avine Vinny

Prefeitura de Santa Rita vai torrar R$ 500 mil só com show de Bell Marques no São João

TCE recebe pedido para bloqueio dos cachês em Santa Rita

Um documento protocolado nessa segunda-feira (6) no Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) e no Ministério Publico da Paraíba pede o bloqueio dos cachês de algumas das atrações que vão se apresentar na edição deste ano do São João de Santa Rita.

Como observou o ClickPB, o pedido encaminhado ao TCE-PB foi feito por Nicola Lomonaco, empresário e pré-candidato a prefeitura local.

No documento, ele questiona a contratação de artistas com cachês que superam os R$ 500 mil enquanto a gestão da cidade do canaviais tem provocado um rombo financeiro estimado em R$ 50 milhões, deixando de cumprir pisos salariais e reajustes aos servidores efetivos.

“Como pode haver por parte dos órgãos fiscalizadores a permissão de uma festa de São João na cidade de Santa Rita onde o gestor não investe obrigatoriamente nas questões prioritárias?” indaga o empresário no documento.

Ainda segundo apurou a reportagem, é citado ao longo do material a precariedade em unidades de saúde o baixo investimento na área, como consta em relatórios produzidos em outros anos pelo Tribuna de Contas.

“QUE SEJAM EM CARÁTER DE URGÊNCIA BLOQUEADOS TODOS OS VALORES INERENTES AOS PAGAMENTOS DOS ARTISTAS NACIONAIS COM CACHÊS ELEVADOS, a fim de resguardar os direitos previstos em Lei e garantir a vida dos Santa-Ritenses que precisam e sentem a deficiência da prestação de serviço na saúde do nosso município”, cita no material.

Pedido de prisão

Ainda no mesmo conteúdo é sugerido pelo empresário e pré-candidato que os órgãos fiscalizadores entrem com um pedido de prisão preventiva contra o gestor de Santa Rita e dos gestores da pasta da saúde e educação.

“PREZANDO O RESPEITO E EVITANDO DANO AO ERÁRIO, que seja provocada a via judicial e requerida a PRISÃO PREVENTIVA E AFASTAMENTO DOS CARGOS DE TODOS OS ENVOLVIDOS, nos supostos crimes acima mencionados, que de plano foram COMPROVADOS E ATESTADOS PELO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DA PARAÍBA”, traz o documento.

Veja abaixo o contrato entre a Prefeitura e a banda:

COMPARTILHE

Bombando em Política

1

Política

Pedrito desiste de disputar Prefeitura de Santa Rita e anuncia apoio a Nilvan

2

Política

Academia Paraibana de Letras Jurídicas da Paraíba tem duas chapas para a eleição

3

Política

Mersinho Lucena revela sonho de ser prefeito de João Pessoa ou Cabedelo

4

Política

Governo e Congresso concordam em pedir ao STF mais prazo para solucionar desoneração da folha

5

Política

Celso Batista afasta possibilidade de desistência de pré-candidatura, em meio a apoio de ala do PSOL a Cartaxo