Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Cirurgia

TCE-PB adia, pela terceira vez, julgamento de contas de Ricardo Coutinho e nova sessão é marcada para janeiro

O advogado Leonardo Lima argumentou que o outro defensor adoeceu e que Ricardo Coutinho foi submetido a cirurgia, estando impedido de realizar sustentação oral em sua defesa.

Após impasse sobre a data, o julgamento, então, por decisão da maioria, foi adiado para o dia 24 de janeiro, às 10h. (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)

Por

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) adiou pela terceira vez o julgamento de contas de 2018 de Ricardo Coutinho, a pedido da defesa do ex-governador, o qual foi submetido a cirurgia. Na manhã desta quarta-feira (22), Ricardo passou por uma sinusectomia maxilar, conforme apurou o ClickPB.

O advogado Leonardo Lima argumentou que o outro defensor adoeceu e que Ricardo Coutinho foi submetido a cirurgia, estando impedido de realizar sustentação oral em sua defesa.

O conselheiro Antônio Gomes, o conselheiro André Carlo Torres Pontes e o relator votaram por atender ao terceiro pedido de adiamento. O presidente do TCE-PB e o conselheiro Nominando Diniz foram contrários ao adiamento, mas o conselheiro Nominando concordou em adiar, caso o julgamento fosse marcado para a próxima semana, o que não ocorreu.

Após impasse sobre a data, o julgamento, então, por decisão da maioria, foi adiado para o dia 24 de janeiro, às 10h, segundo apurou o ClickPB.

Saiba mais

O presidente do Tribunal de Contas do Estado relatou estranheza e disse que Ricardo Coutinho nunca esteve presente para defesa oral quando julgadas as contas de 2016 e 2017, por exemplo. Ele declarou que havia condições para que as contas de 2018 fossem julgadas hoje, mas que, como a maioria, respeita o parecer do relator, como é de costume na Corte.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

"Ricardo está inelegível", diz presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira

Presidente nacional do PSB diz que Veneziano deve lavar a boca para falar do partido e pagar dívida de mais de R$ 100 mil

Veneziano diz que vídeo com 'fake news' faz alusões caluniosas em tom agressivo e sem fundamento e classificou episódio como "infantil"

Veneziano aciona Polícia Legislativa do Senado e diz ser alvo de 'fake news' com vídeo compartilhado no WhatsApp