Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Política

Política - Últimas Notícias do Mundo Político | ClickPB ir para editoria →

Interferência

'Vamos meter o dedo na energia elétrica', diz Bolsonaro um dia depois de anunciar troca no comando da Petrobras

O presidente anunciou em uma rede social a indicação do Silva e Luna para a presidência da estatal no lugar de Castello Branco.

Bolsonaro vinha criticando a política de reajuste dos combustíveis da petroleira e na quinta-feira disse que o último reajuste foi fora da curva. (Foto: Reprodução)

Por

Um dia depois de anunciar a troca no comando da Petrobras, com a indicação do general da reserva Joaquim Silva e Luna para o lugar do atual presidente da empresa, Roberto Castello Branco, o presidente Jair Bolsonaro afirmou a apoiadores que vai “meter o dedo na energia elétrica”.

“Vamos meter o dedo na energia elétrica, que é outro problema também”, disse neste sábado (20) ao chegar ao Palácio da Alvorada.

Na quinta-feira (18) durante transmissão pela internet, Bolsonaro criticou a Petrobras, mas disse que não ia interferir na empresa. Em seguida, no entanto, afirmou que alguma coisa iria acontecer na empresa nos próximos dias.

No dia seguinte, o presidente anunciou em uma rede social a indicação do Silva e Luna para a presidência da estatal no lugar de Castello Branco.

Bolsonaro vinha criticando a política de reajuste dos combustíveis da petroleira e na quinta-feira disse que o último reajuste foi fora da curva. “Teve um aumento, no meu entender, aqui, eu vou criticar, um aumento fora da curva da Petrobras. 10% hoje na gasolina e 15% no diesel. É o quarto reajuste do ano. A bronca vem sempre para cima de mim, só que a Petrobras tem autonomia”, afirmou.

“Eu não posso interferir, nem iria interferir na Petrobras, se bem que alguma coisa vai acontecer na Petrobras nos próximos dias, você tem que mudar alguma coisa, vai acontecer", disse em transmissão na quinta”.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Cotado para presidência da OAB-PB, Raoni Vita diz que é um soldado da classe e critica 'letargia' da atual gestão: "nunca se viu tantos abusos contra a advocacia"

Senadora Nilda Gondim se posiciona a favor da CPI da Pandemia: ''acho muito certo''

Senadora Nilda Gondim é contra aquisição de vacinas pelo setor privado: ''Só se fosse para entregar ao SUS''

Senador Veneziano Vital assume presidência do MDB da Paraíba nesta sexta-feira