Polêmica

Vereadores tentam manobra para anular sessão que aprovou projeto que proíbe crianças na parada gay em João Pessoa

A polêmica em torno do projeto de lei que proíbe a presença de crianças em paradas LGBTQIA+ em João Pessoa, voltou a ser pauta durante sessão da Câmara de Vereadores, desta quinta-feira (9).

Vereadores tentam manobra para anular sessão que aprovou projeto que proíbe crianças na parada gay em João Pessoa

Ata da sessão de terça-feira (7) foi aprovada com votos contrários dos vereadores Marcos Henrique e Junio Leandro. — Foto:Reprodução

A polêmica em torno do projeto de lei que proíbe a presença de crianças em paradas LGBTQIA+ em João Pessoa, voltou a ser pauta durante sessão da Câmara de Vereadores, desta quinta-feira (9).

Conforme acompanhou o ClickPB, alguns vereadores tentaram uma manobra para anular a ata da sessão legislativa de terça-feira (7), quando foi aprovado, por unanimidade, o projeto de lei de autoria do vereador Tarcísio Jardim, que proíbe a presença de crianças em parada gay LGBTQIA+, na capital paraibana.

O debate começou quando foi colocado em plenário aprovação da ata da sessão. O vereador Marcos Henrique (PT), pediu para constar na ata o voto contrário ao projeto de lei de Tarcísio Jardim, sendo retificado seu voto, alegando que não estava no plenário.

“Queria tirar da ata o meu voto favorável do documento. Eu desejo que tire meu voto, pois não quero passar por esse constrangimento. Vou entrar com um recurso com a mesa para recorrer”, apelou Marcos.

No entanto, a remoção do voto da ata fere o regimento interno da casa. Desta forma, foi cogitado a anulação da ata. A ideia foi discutida com apoio do vereador Junio Leandro (PDT), porém, o vereador Tarcísio Jardim acusou a manobra como sabotagem para anular o projeto aprovado.

“Se os vereadores não tiveram atenção devida, o problema não é meu e nem da sociedade. Não queiram sabotar com manobra legislativa para sabotar projeto. Agora sabotagem e covardia comigo eu não vou aceitar”, desabafou Jardim.

Após a discussão, a ata da sessão de terça-feira (9) foi aprovada pelos parlamentares no plenário. Os vereadores Marcos Henrique (PT) e Junio Leandro (PDT) foram contrários.

Saiba mais

COMPARTILHE

Bombando em Política

1

Política

Raniery Paulino sugere que Léa Toscano rompa com prefeito de Guarabira e vá para base aliada do governador João Azevêdo

2

Política

Adriano Galdino revela que prefeitos querem ir para Republicanos por insegurança no PSB: “estão insatisfeitos”

3

Política

Major Sidnei alega insegurança partidária e perseguição de Gervásio Maia após deixar o PSB

4

Política

Exclusivo: Gleisi convoca reunião urgente com Cartaxo, Cida, Jackson, Tulio e Couto para definir eleição em JP

5

Política

Após reações, governo Lula recua e suspende nota técnica sobre aborto legal até 9 meses