Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Religião

Editoria sobre Religião ir para editoria →

Vaticano

Com dor ciática, Papa Francisco não vai celebrar missa de Ano-Novo

A celebração das vésperas de fim de ano na tarde desta quinta será dirigida pelo cardeal Giovanni Battista Re, e a missa desta sexta-feira (1º) será presidida pelo cardeal Pietro Parolin.

Papa se ausentou de celebrações devido à dor no nervo ciático (Foto: Reprodução)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O papa Francisco não vai conduzir a tradicional missa de Ano-Novo, no dia 1º de janeiro de 2021, devido a um problema no nervo ciático, disse o Vaticano nesta quinta-feira (31). Com dores na perna direita, o papa também não vai realizar as orações que acontecem nesta quinta.

A celebração das vésperas de fim de ano na tarde desta quinta será dirigida pelo cardeal Giovanni Battista Re, e a missa desta sexta-feira (1º) será presidida pelo cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano.

O papa Francisco, porém, vai conduzir a oração do Ângelus de dentro da biblioteca do palácio Apostólico.

É a primeira vez em anos que Francisco, que completou 84 anos neste mês, teve de faltar a um evento papal por razões de saúde.

O papa sofre de dor no nervo ciático, uma condição que causa dor que se irradia da parte inferior das costas, ao longo do nervo ciático, até os pés.

Por causa da dor, ele pode ser visto às vezes caminhando com dificuldade e recebe fisioterapia regular devido à condição.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Fé e ostentação: pastora paraibana acusada de ser 'estelionatária da fé' ganhou fama através de polêmicas; relembre

Fiação exposta, extintor vencido, alimentos sem procedência e aglomeração motivaram interdição de igreja da pastora Renallida, em Cabedelo

Com igreja fechada, pastora reúne fiéis na praia e faz pregação e promessas de cura

Pastora Renallida vai processar pastor Anderson por calúnia e difamação após ser chamada de 'estelionatária espiritual'