Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Religião

Editoria sobre Religião ir para editoria →

Religião

Padre Juarez rebate fala de Ana Paula Valadão sobre Aids ser castigo divino: "Burrice misturada com preconceito"

Durante culto transmitido ao vivo pela internet ela disse que que a Aids é o castigo para a união entre dois homens.

"Preconceito, talvez seja essa a doença que precisamos combater. Porque o preconceito é uma doença mais feia, mais horrível do que a própria Aids", concluiu. (Foto: Reprodução)

Por

O padre Juarez rebateu nesta segunda-feira (14) uma declaração polêmica da cantora e pastora Ana Paula Valadão. Durante culto transmitido ao vivo pela internet ela disse que que a Aids é o castigo para a união entre dois homens.

"Uma pastora falou que a Aids está relacionada ao fato de existirem homossexuais. Você acredita nisso? Que nós escutamos uma pessoa que se diz líder religiosa falar que a Aids é culpa dos homossexuais? Isso é burrice misturada com preconceito", disse o padre Juarez em seu programa na Rede Vida. "Burra, sim, porque basta ler qualquer pesquisa científica e vai ver que não existe nenhuma relação da homossexualidade com a Aids. E preconceituosa afastando as pessoas e levando a considerar o outro como se fosse doente ou pecadores", continuou o padre.

Ele ainda afirmou que o preconceito é uma doença que precisa ser combatida.

"Preconceito, talvez seja essa a doença que precisamos combater. Porque o preconceito é uma doença mais feia, mais horrível do que a própria Aids", concluiu.

O vídeo com a fala do padre vem circulando em vários perfis nas redes sociais e se tornando viral.

A Aliança Nacional LGBTI+ decidiu entrar com um processo na Justiça contra Ana Paula, que é pastora da Igreja Batista da Lagoinha, por homofobia.

A fala de Ana Paula, no entanto, não é recente — trata-se de um vídeo de 2016, mas que viralizou no último fim de semana. Com a repercussão, ela fechou os comentários em suas redes sociais.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Devotos de Nossa Senhora Aparecida se emocionam com volta ao santuário

Belém: Círio de Nazaré tem restrições devido à pandemia de covid-19

Pastora na Paraíba é acusada de pedir oferta em Pix com valor por idade dos fiéis: "se tem 40 anos, 40 reais"

Fé e ostentação: pastora paraibana acusada de ser 'estelionatária da fé' ganhou fama através de polêmicas; relembre