Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Saúde

Editoria sobre Saúde ir para editoria →

Estado de saúde

Bebê recém-nascido abandonado segue internado na UTI do Hospital de Trauma de João Pessoa

De acordo com a assessoria da unidade de saúde ao Portal ClickPB, o bebê tem estado de saúde considerado estável e passa por uma bateria de exames.

A criança segue internada no Hospital de Trauma de João Pessoa (Foto: Walla Santos)

Por

O recém-nascido abandonado na noite da última terça-feira (13), segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica, do Hospital de Trauma de João Pessoa. De acordo com a assessoria da unidade de saúde ao Portal ClickPB, o bebê tem estado de saúde considerado estável e passa por uma bateria de exames. 

A avó paterna segue acompanhando o recém-nascido na unidade de saúde. 

O recém-nascido foi abandonado na noite da última terça-feira (13), no quintal de uma residência, na cidade de Lucena, na Paraíba. O bebê foi encontrado por uma mulher nos fundos de uma casa e levado para o Hospital de Lucena. 

Logo em seguida, a mãe do recém-nascido chegou ao hospital procurando o filho. A mulher informou a Polícia que não sabia que estava grávida e após, sentir dores no meio da rua, pariu. Ainda segundo a mãe, ela abandonou o filho no local. 

A Polícia Civil informou ao ClickPB, que a mãe da criança segue internada no Hospital de Santa Rita e está sob cuidados médicos. Um inquérito será instaurado para apurar os fatos do abandono do recém-nascido. 

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Brasil registra 461 mortes por Covid em 24 h e mais de 16 mil casos

Paraíba registra 5 mortes, 168 novos casos e 23% de ocupação de leitos Covid-19

Vacina da Pfizer funciona melhor com intervalo de 8 semanas do que de 21 dias, indicam estudos

Brasil registra 401 mortes por Covid em 24 h e média de óbitos fica estável