Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Saúde

Editoria sobre Saúde ir para editoria →

Imunização

Cabedelo inicia aplicação da terceira dose de vacina da Covid em idosos acima de 65 anos

A campanha também está imunizando pessoas acima dos 12 anos, com ou sem comorbidades. As vacinas estão disponíveis no Cabedelo Clube, das 8h às 14h.

A dose de reforço deve ser aplicada em quem recebeu a segunda dose do imunizante há pelo menos seis meses. (Foto: Secom Cabedelo/Divulgação)

Por

A Prefeitura Municipal de Cabedelo inicia nesta segunda-feira (11) a aplicação da terceira dose de vacina contra Covid-19 em idosos a partir de 65 anos de idade. A dose de reforço deve ser aplicada em quem recebeu a segunda dose do imunizante há pelo menos seis meses. Também segue sendo aplicada a dose de reforço em profissionais da saúde que tomaram segunda dose (ou dose única) há pelo menos 180 dias e em imunossuprimidos que tomaram a segunda dose há 28 dias.

A campanha também está imunizando pessoas acima dos 12 anos, com ou sem comorbidades. As vacinas estão disponíveis no  Cabedelo Clube, das 8h às 14h. 

Documentos — Para receber a vacina, é necessária a apresentação de um documento com foto e cartão SUS de Cabedelo.

Para a dose suplementar, é necessária a apresentação da carteira de vacinação comprovando a data da imunização. 

Para o grupo com comorbidades, é exigida a apresentação de Documento de identificação com foto, Cartão SUS e laudo que comprove a condição.

Imunossuprimidos — De acordo com informações do Ministério da Saúde, o grupo de imunossuprimidos inclui: Imunodeficiência primária grave; Quimioterapia para câncer; Transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) e uso de drogas imunossupressoras; Pessoas vivendo com HIV/Aids com CD4<200céls/mm3; Uso de corticoide em doses maior ou igual a 20mg/dia de prednisona ou equivalente, por mais de 14 dias; uso de drogas modificadoras da resposta imunes; pacientes em hemodiálise; e pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, autoinflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).

No caso dos adolescentes sem comorbidades e que não tenham o cartão SUS, ele pode ir acompanhado do pai ou da mãe, mas estes devem possuir o documento local. Se o adolescente não tiver identidade, pode levar a certidão de nascimento, e precisa estar acompanhado dos pais e estes, com os seus documentos de identificação

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Brasil registra 303 mortes por Covid e chega a 604 mil vidas perdidas

Casos de gripe sobem no Rio de Janeiro e em São Paulo após flexibilização de regras contra Covid

Infectologista revela que pacientes abandonaram tratamento contra tuberculose e HIV durante pandemia em João Pessoa: "importante voltarem"

Paraíba registra 5 mortes, 532 novos casos e 18% de ocupação de leitos Covid-19