Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Saúde

Editoria sobre Saúde ir para editoria →

Sem erro

CGU conclui que distribuição de vacinas contra a covid-19 foi feita corretamente pela Secretaria de Saúde da Paraíba

Nota técnica da CGU aponta que não há evidências de que algum município tenha sido beneficiado ou prejudicado com mais ou menos doses de vacinas.

CGU conclui que vacinas foram distribuídas corretamente (Foto: Reprodução)

Por

A Controladoria Geral da União (CGU) na Paraíba concluiu que não houve falha na distribuição de vacinas contra a covid-19 pela Secretaria de Saúde da Paraíba para o município de Campina Grande. 

A Prefeitura daquele município havia se queixado de uma diferença de 3.489 a menos na 14ª remessa e, por isso, o Ministério Público da Paraíba e o Ministério Público Federal solicitaram a informação.

Segundo dados do Sistema de Informação de Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde (SIES/MS), o município receberia 83.268 doses de vacina, o que corresponde exatamente ao total de doses efetivamente registradas nas notas de remessa de imunizantes recebidas por Campina Grande, inexistindo, portanto a diferença de 3.489 doses.

O documento da CGU também explica que, sobre a proporcionalidade no envio de doses aos municípios, a comparação do total de vacinas enviadas deve ser avaliada apenas em relação à 1ª dose, pois o prazo de envio da 2ª dose depende do tipo de vacina utilizada, quais sejam: em torno de 14 a 21 dias, no caso da vacina Coronavac/Butantan, e de 70 dias, no caso da vacina da AstraZeneca/Fiocruz.

De acordo com a nota técnica, não foram encontradas evidências de que os municípios de João Pessoa e Campina Grande tenham sido beneficiados ou prejudicados indevidamente, assim como não foi evidenciada a quebra da proporcionalidade das doses distribuídas no Estado.

Confira aqui o documento completo.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Morre, vítima de infarto aos 69 anos, médico cirurgião do Hospital de Trauma de Campina Grande, Júlio César Costa

Brasil registra 473 mortes por Covid em 24 h e mais de 18 mil casos

Campina Grande segue vacinação nesta terça-feira com pessoas a partir de 31 anos

Estado registra 9 mortes, 132 novos casos e 26% de ocupação dos leitos Covid-19; total de mortos ultrapassa 9 mil na Paraíba